Eu ODEIO o Facebook!

Siga o Ferramentas Blog: Canal no Youtube | Facebook | Twitter | Google+
Acesse AGORA: https://blogueiro.pro e se torne um Blogueiro de Elite.

Toda rede social tem seu auge e tem sua queda. Não quero parecer guru, mas penso que o Facebook já está em queda – ao menos para alguns tipos de uso desse serviço. Tenho meus motivos para odiar o Facebook e tentar migrar para outros formatos de interação para meus projetos online.

Não estou dizendo que o Facebook é ruim ou que existam redes sociais melhore!

Existem redes sociais melhores.

Viva o Orkut! #SqN

Brincadeiras à parte, tenho que deixar claro: o Facebook não serve como local de fidelização de público alvo como era há alguns meses atrás. Cada dia que passa está mais difícil obter visualizações do que publicamos se você não pagar para impulsionar os conteúdos. O Facebook virou uma grande máquina ajustada para ganhar o máximo de dinheiro possível dos desenvolvedores de conteúdo e todos as potenciais marcas, produtos e serviços que queiram anunciar e atingir um público alvo.

Eu publiquei um vídeo que expressa um pouco desse meu ódio: O Facebook não é Grátis!

Tenho mais de 20.000 (vinte mil) fãs na página do [Ferramentas Blog]. E o alcance orgânico de tudo o que publico por lá, ou seja, o alcance natural que não pago para ser exibido, está caindo vertiginosamente. Na média, como pode ser visto no gráfico abaixo, os resultados são ridículos e abaixo de 1%.

Meu blog é um negócio e entendo que negócios precisam de investimentos em publicidade> mas nem tudo o que publico é para vender algo ou para ganhar dinheiro diretamente, o que torna inviável que eu pague para o Facebook Ads só para ser lido.

Veja bem: os resultados do Facebook para atingir nosso público alvo e vender algo ou reforçar uma marca são excelentes. Sabendo usar, o custo benefício é perfeito, até para empresas físicas. Eu tratei disso na palestra que dei na Feira do Empreendedor do SEBRAE-MG. Mas agora estou pensando na grande maioria das pessoas que criam Fan Pages por lá e só querem um canal de comunicação com seu público.

facebook-shatter

Vão aparecer aqui para dizer que quem é relevante ainda tem um alcance grande e bla bla blá… mas não é essa realidade que tenho visto. Se você não tem uma grande rede de pessoas que repliquem seus conteúdos e compartilhem o que você publica, esse alcance natural de sua página será mínimo. E, nem tudo é compartilhável ou curtível. A taxa de cliques dos links que publico em minha página são altos. Praticamente todos que visualizam clicam para ler o conteúdo. Isso é um ótimo sinal de relevância.

Mas o Facebook não pensa assim: Se sou relevante naturalmente, então que eu pague para ser mais visualizado.

De certa forma está até melhor usar o Facebook se pensarmos apenas como usuário médio, que quer interagir com a família e amigos. Se você não quer ver anúncios, vai bloqueando as publicidades que vão aparecendo, filtrando seus interesses… mas pode esquecer: se você curtiu alguma Fan Page e quer receber o conteúdo dela, o Facebook não vai te entregar isso. Só se aquela página pagar para ser exibida para você.

Eu sigo quase uma centena de páginas e recebo quase nada do que é publicado por elas. Se eu clico em “Curtir” numa página, já estou dizendo que tenho interesse naquele conteúdo e quero receber informações de lá. O mesmo se dá com meus amigos. Mas nem o que meus melhores amigos publicam é exibido em minha linha do tempo. O Facebook acha que pode determinar o que é relevante para mim? Eu sei, por mim mesmo, o que é relevante ou não.

Só que o algoritmo deles quer controlar até o que é minha vontade?

O assunto é complexo e quero ouvir a opinião dos meus leitores sobre isso. Comentem aqui e compartilhem suas experiências sobre essa realidade. Se o assunto tocar, então até gravo um vídeo aprofundando o tema e apresentando meus argumentos de forma mais completa.

Eu só queria desabafar um pouco.

Já pensou em ser um(a) Blogueiro(a) mais Profissional?

Está cansado(a) de ser um blogueiro mediano(a) e que não tem resultados com seu Blog, não ganha dinheiro e não recebe as visitas que gostaria?

Você chegou aqui procurando como aprofundar seus conhecimentos em Blog, como Ganhar Dinheiro com seu Blog, aplicar as melhores técnicas de SEO, divulgar seu Blog e fidelizar seu público alvo. E posso te ajudar com essas coisas e muito mais, elevando o nível de qualidade do seu projeto.

Desenvolvi um curso completo, totalmente online, cobrindo tudo o que é necessário para um Blog atingir seu potencial máximo, detalhe por detalhe, que vão te tornar um Blogueiro de Elite:
  • Técnicas de produção de conteúdo
  • Fidelização do Público alvo
  • Divulgação e Técnicas de SEO
  • Métodos e técnicas de Monetização
Acesse AGORA: https://blogueiro.pro e se torne um Blogueiro de Elite.

Esta é sua chance de ser mais profissional e ter um blog eficiente, completo e que pode ser sua fonte de renda permanente. Sou Blogueiro desde 2007 e condensei todo este conhecimento dentro do curso Blogueiro de Elite para entregar a você.

52 Comentários

  1. Oi, Marcos, você já leu “O Filtro invisível”, Eli Pariser? O autor fala desses algorítimos que nos cercam e limitam a nossa vida online. Li e gostei do seu post. Eu já pensei que seria melhor ficarmos no blog e darmos prosseguimento nos trabalhos e esporadicamente ir no Face, mas os amigos nos prendem por lá ainda. Enfim…

    Abraços!

    Responder

  2. Tenho duas páginas no facebook e fiz exportação dos dados de 2013 e 2014, quando minhas páginas tinham menos seguidores o volume de alcançados foi bem maior, enquanto que depois da inclusão desse algorítimo que privilegia quem paga pelo alcance, as coisas só ficaram realmente piores. No Google + vejo que as postagens também não atingem o esperado.
    Eu percebi que tenho mais acessos quando comento algum artigo de determinados sites grandes e coloco os links do meu blog ou página.

    Responder

  3. Eu sinceramente já deixei de publicar os posts dos meu blogs, pois é irrelevante!! Tenho um pagina com quase 10 mil fãs, de um blog da área de turismo. A um tempo atrás (uns 2 anos) eu publicava um artigo ou uma imagem e tinha uma média de 1500 a 3500 visualizações, isso em uma página com 6 mil fãs. Hoje se eu publicar algo, fica em torno de 80 a 160 visualizações.

    Parei de perder o meu tempo. Como muito bem foi destacado no post, se for para vender alguma coisa, vale apena investir em facebook ads, mas para visualização de conteúdo de um blog creio que não.

    Agora se for para direcionar tráfego para um página de venda, apresentação de um produto ou serviço, para alguns nichos é um dos meios mais barato se comparado a publicidade direta em outras sites ou google adwords.

    Responder

  4. Olá Marcos Lemos. Olha, eu concordo plenamente com você sobre o assunto

    . Eu particularmente não recebo quase NENHUM conteúdo das páginas que eu curtir na minha timeline. Ao invés disso o Facebook me entrega conteúdos patrocinados ( na maioria ) de assuntos do meu interesse. Concordo quando você diz que se você curtiu uma página é porque quer receber os conteúdos delas na sua timeline.

    Outra ponto importante sobre sua ANÁLISE é sobre o Facebook ter virado uma MÁQUINA DE FAZER DINHEIRO sobre os geradores de CONTEÚDOS..concordo que se você tem um negócio tem que gastar com publicidades, mas se tratando de FAN PAGES por exemplo acho que o FACEBOOK está dando um Tiro no Pé ao reduzir o alcance orgânico das páginas a números tão INSIGNIFICANTES.

    Acredito que ainda vale a pena investir na públicidade paga do facebook, mas essa nova inclusão de algaritmos literalmente MATARAM as fan pages e atingiu algo que cada pessoa considera sagrado – o poder de escolha. Deixa de ser uma rede social e passa a ser uma rede Comercial .

    O Facebook está mais Comercial do que nunca!

    Essa é minha opinião. Abraço e Sucesso!

    Responder

  5. Oi Marco. Como vai?
    Embora tenha um blog não estou por dentro dessas estatísticas e de muitas outras coisas como anúncios, Marketing, envio de links, etc. Mas se o Face quer “mandar” em tudo e cobrar por serviços não usufruídos, também sou contra. O que vejo é que estão sempre a modificar as páginas, aplicativos, envio de conteúdos, etc. Também não estou muito satisfeita.
    Criei o Blog para divulgar dois livros que publiquei. Tenho uma FãPage que ninguém vê, ninguém comenta, ninguém põe “like”. Inscrevi-me em redes sociais, quando publico, envio para todas elas, tal como para a minha fãpage. Porém, por vezes, é necessário reenviar e reenviar para que o conteúdo apareça por lá.
    Calculo que se pagasse para fazer publicidade talvez tivesse mais visitas. Porém, penso que o retorno em vendas não cobriria as despesas.
    Na minha opinião este é um artigo que vai interessar muitos blogueiros e elucidá-los do que se passa na maior rede social do mundo. O Google+ também deixa muito a desejar.
    Obrigada por esta informação. Desejo-lhe a continuação de uma ótima semana. E desejo que nos vá informando do que se passa na blogosfera.

    Responder

  6. Deixei o de mexer no Facebook quando ele mudou as politicas de privacidades e os termos de usos. Foi ridículo o que eles fizeram e depois disso ainda teve mais outras 3 mudanças e as pessoas não leem.

    Estou muito feliz com o Google+.

    Responder

  7. Tem que desabafar mesmo Marcos e acho que muitos gostariam. Não abro mão do blog e sempre deixo claro que levo meu conteúdo pra lá pra ajudar a divulgar, como também em outras redes sociais, mas é o blog que me interessa. Muitos esquecem do blog para investir tempo no face.

    Se o face não nos privasse de tudo que você falou acima – e concordo – seria um grande meio de divulgação.

    Antes não tínhamos o face ou outras redes e nos esforçávamos mais para cuidar do blog e as pessoas tinham que ir diretamente lá. Hoje, muita gente lê na página a divulgação mas não vai ao blog, ou pelo menos não comentam e não sabemos. Ou mesmo gostam de ler coisas mais banais… Virou uma febre apenas estar no face, mas o que as pessoas não se atentam, é que os blogs são bem mais interessantes e reais.

    O face toma um tempo arretado da gente, até mais que deveria e não tem compensado mesmo. Mas por enquanto vou deixando la como apenas mais um meio de divulgação.

    Me parece – eu não tenho ainda – que o instagram tem dado mais retorno. Será?

    Abração!

    Teresinha Nolasco

    Responder

  8. Olá, Marcos Lemos.

    Infelizmente, fomos nós blogueiros que criamos esse “monstro chamado Facebook”; agora, cresceu, e está se voltando contra nós! Os conteúdos dos blogs e websites, mais os formulários de comentários do Facebook, foram os combustíveis que impulsionaram essa rede social. Basta os donos de páginas na web retirarem os formulários de comentários do Facebook de seus blogs e websites, e, pararem de pulicar conteúdos nessa rede social… o Facebook desaba.

    Antigamente, a página de fãs do meu website tinha somente 85 pessoas e, mesmo assim, eu publicava conteúdos no Facebook e, as visualizações chegavam a 150, 180, 230! Depois que houve um declínio nas visualizações, parei de publicar artigos por lá e, deletei todos os artigos já publicados.

    Agora, eu sou anti-rede social, porque nem só de redes sociais sobreviverá um página na web!

    O proprietário do Facebook achou três jeitos de ganhar muito dinheiro fácil às nossas custas (faz tempo que observo isso):

    1)Guest posts = Artigos que publicamos na página de fãs;
    2)Banners = Gadgets de fãs que colocamos no blog ou website;
    3)Mini página em iframe = Formulário de comentários do Facebook, que está bombando em quase todas as páginas da web.

    O Facebook tem um algoritmo que bloqueia e limita as nossas publicações grátis em suas páginas; quem garante, que eles não são capazes de bloquear ou limitar os acessos em algumas páginas da web, de forma remota e discreta, através desses gadgets que vocês adicionam em suas páginas?!

    Isso é apenas uma teoria; mas, isso pode ser real!!!

    Responder

    • Eu acredito que outras redes sociais ainda são melhores que o Facebook (O Twitter e o Instagram, por exemplo). Elas não limitam o que o seguidor vai visualizar e não há algoritmos para isso.

      Como lugar de negócios, o Facebook é ótimo. Mas como lugar de fidelização de público, não.

      Responder

  9. Então é por isso que as visualizações de minha página caíram absurdamente. Compartilhamos da mesma frustração, Marcos. De início pensei que fosse alguma configuração de privacidade que eu tivesse colocado. Bem, é lamentável isso. Mas o motivo é bastante claro: as pessoas estavam começando a vender bem produtos com suas páginas e, claro, o Facebook também quis sua fatia. O ruim de redes sociais é justamente isso, uma hora ficam mercenárias e com isso “obsoletas”. Que entre a próxima. Ótimo post! Abraço e sucesso.

    Responder

    • Pois é, Darlo.

      Eu não tiro o direito do Facebook querer ganhar dinheiro, mas a forma como eles estão fazendo é absurda. Limitar as visualizações só pra nos forçar a pagar?!? Eu não aceito.
      Quero pagar pela exposição do meu conteúdo quando for útil e quiser garantir que uma base maior de seguidores veja.

      E a vontade do meu seguidor em receber meu conteúdo tem que ser preservada.

      Responder

  10. Olá marcos a cerca de um ano atras eu descobri algo que me fez largar o facebook, então passei a nunca mais anunciar no facebook nem mesmo pagina de fãs eu quero,descobri que curtidas, compartilhamentos, ou likes não ajudam para fazerem o nosso negócio crescer e sim o proprio facebook é quem cresce com isso. daí passei a ultilizar outras formas de trafego muito mais eficazes que quase ninguém sabe ou fala aqui no brasil que são as midias underground, muito usadas por gigantes como UOL, TERRA, NETFLIX ,SITES DE NAMORO e muitas outras grandes empresas e marcas se ultilizam do poder dessas grandes midias desconhecidas onde o cpc é ridiculamente mais barato do que no facebook ou no adwords e detalhe, você consegue trazer milhoes de visitantes, milhoes mesmo, visitantes para o seu blog pagando barato. Depois que eu descobri isso nunca mais queo saber de facebook na minha vida. O facebook tem que entender que a gente não precisa dele e sim ele precisa da gente

    Responder

    • Fernando,

      Esse tipo de compra de tráfego é bem interessante, mas não é bem o que estou questionando aqui. Essas mídias não servem para fidelizar público e você tem que pagar pelo tráfego. É mais barato que Facebook Ads, sim é, mas ainda tem que pagar.
      Mas e quem quer apenas divulgar conteúdo, sem gastar com isso? Esse é o ponto.

      Responder

  11. eu tbm odeio o facebook. Por essa razão que vc citou e por ser usuária de redes sociais há mais de 10 anos.
    Tbm não gosto pq caiu na rotina. Falavam tanto do orkut que as pessoas enviavam somente scraps e agora o que as pessoas fazem no facebook?! enviam fotos com mensagens escritas e compartilham videos… ta uma bos@$%&
    só não excluo minha conta pq tem muita gente que gosta e usa, e preciso compartilhar meu conteudo. Mas vontade não me falta.

    Responder

  12. Eu particularmente continuo indo muito bem no alcance de usuarios, costumo manter um alcance de 25% a 40% por post, com alguns picos. Mas ainda assim concordo plenamente. O facebook não é grátis e já ultrapassou os limites de “tiros no pé”. Além de usar a versao real para testes, como se cada empresa de 3 pessoas ja nao tivesse um ambiente de desenvolvimento para isso.
    Honestamente, apesar do meu trabalho depender muito do facebook e costumo me destacar na area exatamente pelos meus numeros nele, eu não vejo a hora de uma empresa séria tomar o lugar.
    Pra mim, o facebook não morreu, ele se matou.

    Responder

  13. Que o Facebook fez estragos nos blogs na sua curva ascendente, é fato. Que o Facebook não vai deixar saudades nos blogueiros, agora que experimenta a sua curva descendente, também é fato. RIP Facebook. Que sejas enterrado na mesma cova rasa da ganância desmensurada do Orkut. Amém!

    Responder

  14. Olá Marcos, eu também comecei a observar todos esses indícios que você colocou no seu post.
    Concordo com o Jeso Carneiro que o facebook prejudicou consideravelmente o trabalho nos blogs.
    Mas, o que observo é que a maioria dos usuários que acessam a internet querem leituras bem objetivas sobre os mais diversos assuntos e nisso o facebook supre bem.
    Concordo com você que ter uma “página grátis” no facebook é uma ilusão.

    Responder

  15. Eu só tenho a minha página apenas para “marcar presença”, recebo muitas visitas do facebook, mas todas essas graças ao botão de compartilhar nos artigos, porque da minha página mesmo, se eu receber 5 visitas é um record.

    Para tirar aproveito do facebook, tem que investir em publicidade e uma frequência boa de publicações, para o maior números de pessoas interagir com a página. Fazendo isso por um tempo, terá um público considerável interagindo com a página. Mas quem é que tem conteúdo e tempo para passar o dia publicando coisas para os fãs curtirem, compartilharem e curtirem para a página não cair no esquecimento? Acho que só portais de notícias!

    Valorizo o meu querido e velho feedburner, esse sim me traz visitas de fidelização.

    Responder

  16. Muito legal seu artigo parabéns, eu não gosto do Facebook para anunciar, meu blog, já fiz o teste é gasta-se muito para alcançar uma minoria de pessoas.

    Pelo que vejo as curtidas, servem exclusivamente para ajuda-los com seu anúncios, pois se você tem uma fan page e decide anunciar, isso irá garantir curtidas, cliques e visualização o que irá gerar lucro ao Facebook.

    De maneira nenhuma, eles pensam em você, em mim ou em nós… só pensam neles mesmo, mais para quem viu o filme a rede social, sabe bem que o Facebook foi inicializado com ganancia, mentiras, falsidade, pilantragem é uma cobra comendo a outra..

    Se alguém um dia destruir o Facebook com uma outra rede social. irei ficar feliz, me deixou triste saber que o orkut foi desativado pois o Google, sempre visou os dois lados, tanto dos blogueiros quanto dos usuários.

    Alguma coisa me diz que as pessoas que trabalhavam no orkut foi compradas, pois assim que iniciou o Facebook no Brasil o orkut começou a inventar um monte de porcarias que foram deixando sua rede cada vez pior.

    Essa é minha opinião.

    Responder

  17. Boa Marcos, falou tudo o que eu estava querendo dizer! Eu achava que estava enganado ou era porque eu fazia tudo errado ou não fazia nada do que deveria fazer mas pelos comentários aqui descobri que realmente é uma triste realidade. Para quem paga para divulgar algo que tem uma grande margem pode compensar, mas se for para divulgar um artigo ou um blog (que vive de acesso e não tem nenhuma “margem”) realmente parece o mesmo que jogar dinheiro fora, a conta fica negativa. Valeu Marcos, grande abraço!

    Responder

  18. Marcos, uma coisa é certa: Depois que o Facebook bloqueou a minha página, sem nenhuma explicação, (agora já estou com outra) eu decididamente parei de postar artigos, fotos e vídeos lá. Até pensei ir pessoalmente a sede do mesmo na Av. Faria Lima para saber o motivo ou motivos, mas achei que não valia a pena. Felizmente para nós que adoramos a net, existem centenas de outros Blogs e Sites, tão ou mais interessantes que o Facebook. Com essa nova política, o Zuckerberg vai perder muitos seguidores (e dinheiro). Muito em breve, o Facebook deve afundar, tal e qual aconteceu ao Titanic. Tudo tem seu tempo e hora certa para acabar; é a lei da física, ou se você preferir, do dinheiro ou da ganância por ele. Só espero estar vivo quando esse momento chegar. Abração!

    Responder

  19. Beleza Marcos Lemos.
    Infelizmente o Facebook foi um duro golpe para as pessoas que pretendiam fidelizar seu público através dele, foi bom enquanto durou e foi grátis, no fim acho que quem conseguiu se beneficiar dele beleza, quem não conseguiu foi um investimento perdido, “menos para quem quer anúncios pagos”.

    Faz um bom tempo que venho me dando conta de que isto virou um verdadeiro “Lixo”, os bons conteúdos perderam espaço para os anunciantes pagos, desabafos pessoais (Intrigas familiares e coisas assim).

    A maior sacanagem eu descobri ao fazer um anúncio para meu trabalho, onde eu posso pagar para ganhar curtidas na página, (Ganhar seguidores), depois eu preciso pagar para anunciar para meus seguidores, amigos, ou para o público geral. Resumindo “eu pago para fidelizar um público e depois pago para que minhas publicações sejam vistas por eles”. Lamentável.

    Vejo seus assuntos mesmo porque tenho meu E-mail cadastrado e estou inscrito em seu canal, pelo face não receberia o conteúdo.

    Acho que está mais do que na hora de tomarmos a iniciativa de criarmos uma campanha dizendo “não ao facebook”, como vi em alguns comentários aqui e como você também disse. É hora de migrarmos para uma outra rede Social. Estou pensando seriamente em cair fora do Facebook, acho que já deu no que tinha de dar.

    No facebook tudo é pago, para quem pode ou pretende investir dinheiro em campanhas ele é pode até ser uma boa ferramenta, caso contrário, é tempo perdido.

    Responder

  20. Estava procurando um site para saber se só estava acontecendo comigo ou com outros e encontrei este texto do Ferramentas Blog, estou a cada dia mais decepcionado com o facebook, tenho 156 mil seguidores e apenas 200 vêem o que o conteúdo que eu publico, não sei mais o que fazer, o google plus também não está lá essas coisas, já fiz várias buscando uma nova rede social para eu me abrigar lá, pq nem o twitter tá servindo mais como antes.

    E apoio o comentário do Reinaldo:
    “Acho que está mais do que na hora de tomarmos a iniciativa de criarmos uma campanha dizendo “não ao facebook”, como vi em alguns comentários aqui e como você também disse. É hora de migrarmos para uma outra rede Social. Estou pensando seriamente em cair fora do Facebook, acho que já deu no que tinha de dar.”

    Acho que só abandonando o facebook para eles se darem conta da idiotice que estão fazendo,
    percebo também que essas quedas de visualizações acontecem em épocas de votação ou protestos,
    mas nós blogueiros não temos nada haver com isso e não precisamos pagar o pato.

    Já chega!!!

    Responder

  21. Alguns meses atrás como usuário do facebook pecebi que muitas informações que eram interessantes para mim deixaram de aparecer. Sei que tem a opção de receber todas as notificações de uma pagina. Mas se for fazer isso para todas as paginas que gosto vai se tornar cansativo e estressante ler e gerenciar tudo. Triste isso.

    Responder

  22. Eu não tenho blog, nem fanpage, por isso não posso opinar muito sobre estratégias de divulgação, fidelização, etc. Porém, tenho observado que o conteúdo disponível na web (na web, de maneira geral, não somente no Facebook) tem perdido a qualidade. Então, fico me perguntando se essa busca enlouquecida por curtições e outras formas de interação não têm a ver com essa questão. Cansei de ver páginas de empresas ou veículos de comunicação produzindo textos superficiais, postando memes e piadinhas, levando assuntos sérios na troça. Nesse afã de visibilidade, nessa busca enlouquecida por público é preciso atualizar a página diariamente, de preferência com várias postagens ao dia. A “ordem” é atualizar, nem que seja com qualquer besteira. E parece que a estratégia extrapolou os limites da rede social e contaminou todo o mundo virtual.

    Outra coisa chata é que muitas empresas abandonaram seus sites para se dedicar somente às páginas do FB, então encontrar informações básicas sobre os serviços virou uma experiência cansativa e irritante para o internauta. Em empresas pequenas, eu até entendo tal estratégia. Mas quando vejo sites de instituições de porte, como os dos centros culturais da Caixa, por exemplo, sendo substituídos por páginas em redes sociais, dá até desânimo.

    Sinceramente, acho que o Facebook já estragou a web.

    Responder

  23. Muito bom o seu blog, Marcos: É um dos melhores que já li… Eu quero desativar a moderação do meu blog, porém, receio de algum visitante pegar o meu nome e o endereço do meu site e comente besteiras em meu nome. Já que os comentários no meu blog não têm suporte à gravatares. Como resolvo este problema? Quero desativar a moderação para facilitar e incentivar os comentários dos leitores do meu blog.

    Responder

  24. Observações muito pertinentes.
    O Facebook inicialmente fez tamanha revolução que muitos blogueiros passaram a utilizá-lo como gerador de tráfego, mas as constantes mudanças de algoritmo tem mudado muito a situação. Cabe agora a cada um buscar novas alternativas ou mesmo revitalizar algumas “quase esquecidas” como o FeedBurner que o Fabrício mencionou em seu comentário.

    Responder

  25. De facto, há muita coisa que necessita ser repensada pelos blogueiros. Desde há uns meses para cá, sinto que o blog em si quase deixou de ter importância e que as redes sociais e páginas associadas ao blog é que merecem investimento.
    Ainda há uns dias atrás, contactei um site que tem um ranking português de blogs que estava ordenando os blogs pelo número de fãs no facebook e não pelo nº de visitas! Eu compreendo que o número de fãs de uma página deve ser tido em conta na avaliação de um blog, sim. Mas daí a ser mais importante que o blog em si, duvido!!

    Afinal, o que é mais importante o blog ou as suas páginas nas redes sociais?

    Você fala em voltar às raízes. É difícil nos dias que correm em que um grande número de pessoas utiliza o facebook como fonte de informação. Muitos acedem aos jornais diários e principais notícias no facebook, mesmo! Mas é imperativo repensar esta ordem! Afinal o conteúdo não está lá. No fundo, o facebook é um grande agregador de conteúdo que percebeu que muitas empresas o estavam a utilizar como forma de divulgação, gratuitamente, e com muito bons resultados. O facebook só se aproveitou de um evidência e fez negócio, também.
    Não nego a importância do facebook. É um instrumento valioso mas que está a tornar-se também dispendioso.

    Noto, no entanto, que as páginas pessoais de autor podem ter aqui uma vantagem em relação à página de fãs na divulgação gratuita de conteúdos, com melhores resultados. Notam isso, também? Claro que têm a grande limitação do nº de amigos e de não termos acesso a estatísticas.

    Mas não somos nós também um pouco culpados dessa hegemonia do facebook?
    A fidelização de leitores onde/como deve /pode ser feita, nos dias de hoje?

    Vamos repensar toda esta ordem. Voltar às newsletters, aos feeds. Porque afinal, as pessoas ainda lêem e-mails…
    Estou ansiosa pelos seus próximos artigos sugerindo alternativas, Marcos!

    Responder

  26. Olá, Marcos!

    Tenho o mesmo pensamento e concordo com a maioria dos comentários que li nesta postagem.

    Porém, o que percebo com o meu blog é que, enquanto eu não publicar na minha página no Facebook (que tem 5600 fãs), uma nova postagem publicada recebe poucas visitas.

    Tem outro porém. Será que as pessoas estão postando no Facebook da forma correta? Eu fiz um teste durante um mês e descobri que, aplicado à minha página, postagens com imagens capturadas do post do blog, que contenham o título e descrição do post do blog, tem mais chances de receber curtidas, compartilhamentos e por mim, aumento nas visitas do blog.

    Ao postar imagens ou vídeos que continham links para postagens, a interação nesta postagem na página era muitíssimo inferior ao outro de tipo de postagem.

    Há alguns anos, o maior tráfego que meu blog recebia era:
    1- Google
    2- StubleUpon (que voltou a crescer)
    3 – Facebook

    Hoje o Facebok é a segunda fonte.

    No começo da página eu investi no Facebook Ads, mas depois desistir, pelos motivos que já citaram aqui.

    Realmente para fidelizar, redes sociais não é o caminho. O bom e velho feed é a melhor opção, e dele não esqueci.

    Um bom conteúdo, aliado a um presentinho para quem assina o blog, ainda cativa muito.

    Um abraço!

    Responder

  27. Vou dar meu exemplo.. tenho 925 mil fãs. Já tive alcance de 13 milhões de pessoas, isso há 5 meses. Sem pagar nada, apenas com fotos e artigos. De 2 meses pra ca caiu absurdamente. Hoje não está chegando a 1 milhão de pessoas o alcance, alcance esse que eu tinha em janeiro do ano passado, quando tinha 30 mil fãs. Estou exausta e me peguei gastando dinheiro nesses 2 meses pra tentar manter o número que eu sempre tive, e mesmo impulsionando eu não tive o mesmo resultado.

    Responder

  28. Olá Marcos,

    Este seu post fez-me lembrar a rede social Ello, que muitos diziam que ia ser o novo Facebook. A Ello é uma rede que tem como lema “O utilizador não é um pdroduto” e a publicidade não tem espaço em lado nenhum. Como profissional em redes sociais, acredita que é possível aplicar este molde no futuro, provavelmente a um “novo Facebook” onde não existam algoritmos e dinheiro a determinar se as nossas publicações são vistas ou não? O Ello, para já, não admite Fanpages ou páginas empresarias e duvido que isso venha um dia a acontecer, portanto, parto já do princípio que o Ello nunca terá nenhum fim a nível de marketing.

    A Internet muda todos os dias e com essas mudanças surgem sempre novas ideias, testadas a qualquer hora. Mas será que seria possível isto acontecer: uma rede social onde o feed de notícias fosse alimentado por todas as publicações feitas por todos os utilizadores? Gostava de ouvir a sua opinião sobre o assunto. Entretanto, deixo aqui um post que escrevi há já alguns meses onde faço as minhas próprias comparações entre Ello e Facebook (LINK SUPRIMIDO).

    Abraço!

    Responder

  29. Alguém além de mim notou uma queda no número de fãs em março? Chequei o número de fãs de algumas páginas que sigo e vi que aconteceu o mesmo com elas.

    Responder

    • Débora,

      o Facebook fez uma recontagem de usuários e excluiu alguns perfis fakes, inativos ou duplicados. Isso fez reduzir o número de fãs de praticamente todas as páginas e até o número de amigos.

      Responder

  30. Ola gostei do artigo e compartilho da mesma opinao. Eu nao consigo ficar 1 minuto mais no face. muita bobagem sem limite, ja ultrapassou os limites do bom senso. Cansei. Outro dia meu amigo do meu lado, postando que estava numa viagem. afff, Virou o centro da mentira. os postes chatos, ate os parabens sao automaticos. Bloqueei minha data de nascimento, agora vou ver quem realmente lembra do meu aniversario. Chega de receber parabens automatico pelo face. Ja nao entro mais, nao fechei a conta por causa das minhas fotos. Meu amigos nao me prende la, pq fizemos grupos do whats , Por isso q tb acho que é o começo de uma queda do facebook.

    Responder

  31. Entendo perfeitamente os pontos que você quis trazer. Por vezes vi pessoas falando sobre o Facebook ser o novo “Google”, que quer ter tudo e controlar tudo. A publicidade em si dentro da rede social de Mark Zuckerberg sempre me incomodou, porque de fato é uma rede social que não foi desenhada para abrigar publicidade, nos últimos anos quando o Sr. Mark “abriu a venda de ações” – por assim dizer – da rede social e foi frustrado com o resultado que as mesmas estariam valendo no mercado. Desde então, vejo um aumente em investimentos para lucrar com o Facebook, e isto parece ter passado por cima da ideia principal da rede social.
    Queria eu que o Twitter tivesse uma atenção tão grande dos produtores de conteúdo quanto o Facebook tem.

    Responder

  32. Eu concordo plenamente, também mantenho minha página no facebook e com o passar dos anos tenho publicado conteúdo cada vez melhor, mas ao invés de as curtidas estarem aumentando, estão descendo ladeira abaixo, em contrapartida o tempo todo o facebook fica mostrando propagandas para “impulsionar a publicação” ou “promover a página”. E tenho observado isto também nas páginas que eu sigo, a interação tem diminuído bastante e tenho recebido muitas publicações patrocinadas. O Mark tá muito mercenário! o.o

    Responder

  33. É incrível ver como a ascensão do Facebook está diretamente ligada com a queda de interesse (ou ao menos de Leads Topo de Funil) de diversos sites e blogs. O problema atual é decidir se manter uma página que não gera resultados é melhor ou pior do que não ter e perder a chance de ter pelo menos o nome reconhecido.

    Responder

Deixe um comentário

Ao comentar você concorda com nossa Política de Comentários.