O que as pessoas pensam sobre seu Blog?

Siga o Ferramentas Blog: Canal no Youtube | Facebook | Twitter | Google+
Acesse AGORA: https://blogueiro.pro e se torne um Blogueiro de Elite.

Ao criarmos um blog, queremos que muita gente visite e leia o que estamos postando, interajam conosco e gostem do que estamos fazendo. Mas sempre fica a d√ļvida se estamos fazendo algo errado, o que podemos e devemos melhorar e a opini√£o das pessoas pode pesar muito. Recebo aqui no [ Ferramentas Blog ] milhares de pedidos para avaliar blogs, gente querendo uma opini√£o “especializada” se est√£o no caminho certo.

Recebi um contato da Larissa Pancieri do Blog Quase Descolada, pedindo minha opinião sobre o que ela faz, algo como uma avalização. Vou colar aqui o e-mail dela, pois ilustra bem praticamente todos os modelos de pedidos que recebo desse tipo.

Eu respondi para ela o que respondo para praticamente todos que me pedem a mesma coisa: N√£o avalio nem dou opini√£o sobre blogs alheios.

Tenho uma convic√ß√£o de que o blog √© algo pessoal, que precisa ter uma marca √ļnica e um estilo pr√≥prio. Se voc√™ faz o que gosta, e o blog est√° a sua cara, ent√£o n√£o importa o que outros acham ou pensam dele. Eu j√° escrevi sobre isso aqui e recomendo que seja lido:

N√£o estou dizendo que voc√™ deve ignorar o que os outros pensam sobre seu blog. O importante √© saber ponderar as opini√Ķes. Buscar a opini√£o de algu√©m que entende um pouco mais √© relevante; conversar com seu p√ļblico e pedir a opini√£o deles tamb√©m deve ser feito. S√≥ que isso n√£o deve afetar sua pr√≥pria opini√£o e suas vontades.

Claro que alguns tipos de blogs precisam seguir padr√Ķes e modelos que pensem mais naquilo que ir√° agradar os outros. Estes s√£o blogs menos pessoais, as vezes blogs corporativos ou at√© se o seu blog for uma extens√£o do seu trabalho. A√≠ sim, ser√° preciso buscar ajuda e opini√£o de terceiros. Se o seu blog √© algo mais pessoal, fruto de seu trabalho, mas √© sua divers√£o tamb√©m, ent√£o n√£o ligue muito para o que os outros pensam.

De toda forma, existem coisas que você precisa pensar e considerar, que são importantes para qualquer tipo de blog, para que seja bom e agrade ao máximo de pessoas possível:

Pensando em algumas coisas que sirvam de par√Ęmetro de compara√ß√£o, considere os seguintes pontos importantes na hora de avalizar seu desempenho e a qualidade de seu blog:

  • Tenha um dom√≠nio pr√≥prio = seu blog precisa de um endere√ßo f√°cil e que seja um registro pr√≥prio.
  • Use a plataforma certa e explore todo o seu potencial = N√£o importa se Blogger ou WordPress.org, o mais importante √© que atenda suas necessidades e que voc√™ saiba usar o m√°ximo dos recursos dispon√≠veis.
  • O layout precisa ser √ļnico = instale um layout, um visual √ļnico e adequado o conte√ļdo do blog. A identidade visual do seu blog √© extremamente importante.
  • O conte√ļdo √© a alma do seu Blog = seja original, √ļnico e relevante para o seu p√ļblico alvo, escrevendo sobre o que voc√™ gosta. As pessoas chegam at√© seu blog para encontrar algo diferente e novo.
  • N√£o desista = seja persistente. A blogosfera √© grande e ser√° preciso muito tempo para conseguir bons resultados.
  • Interaja com as pessoas = N√£o se feche em seu mundo e busque interagir com as pessoas em todos os lugares, sem ficar esperando que venham at√© voc√™.

Minha opinião sobre o seu Blog? Se você for capaz de fazer o mínimo do que citei acima, fazendo o que você gosta, suas chances de ter um ótimo blog são muito grandes e todos vão gostar do que você faz. A opinião das pessoas é importante, mas só até certo ponto. Veja que as referências que comentei são abrangentes e não estou aqui ditando regras a serem seguidas, apenas traçando diretrizes de como manter bem o seu blog.

.

20 Comentários

  1. Passei por in√ļmeras situa√ß√Ķes na blogosfera, e pesei em at√© excluir meu blog para sempre e nunca mais postar, pois pensava que meu blog n√£o iria dar sucesso. Mas fui persistente e ainda sou, meu blog j√° est√° iniciando ter popularidade e coment√°rios. J√° plagiei (isso √© triste, voc√™ tem que ver o que causou) e fui plagiado (que tamb√©m √© muito ruim). Mas nem tudo √© um mar de rosas! O que vale as vezes √© a inten√ß√£o. Eu tamb√©m j√° cheguei a perguntar a determinada pessoa (n√£o quero citar nomes) se meu blog daria sucesso e era bom, ele me disse que est√° no ritmo de alguns blogs, e achei isso bom! Ele me deu conselhos ao contr√°rio de certas pessoas que fizeram me julgar mais ainda! Ainda n√£o estou acreditando que criei um coment√°rio deste tamanho (rs). Bom, abra√ßos.

    Responder

  2. Nem sempre o blog muda a seu favor.
    Em alguns casos, vale relembrar que o blog pode mudar você, pra melhor é claro.

    Por exemplo. Meu blog é de Humor. O Humor tem um leque muito grande.

    Quantas piadas são engraçadas para alguns e ruins para outros, as tirinhas, etc, etc, etc.

    Eu nucna tive tanto senso de humor assim para algumas coisas.
    Mas a verdade √© que se voc√™ coloca seu blog numa dire√ß√£o diferente da sua essencia, procurando atingir um publico alvo, mas este publico √© um publico bacana. Vale a pensa repensar seus conceitos, e no meu caso, foi deixar de ser ranzinza… kkkkk
    Até mais pessoal!!!

    Responder

  3. Excelente artigo Marcos!

    Eu estou sempre perguntando aos meus usuários através de enquetes e pesquisas, qual a avaliação deles para o meu blog, mas sempre deixo a decisão final para mim. Pois só assim é que o blog vai ser realmente meu, e não um blog coletivo onde qualquer idéia vai ser colocada em pratica.
    Na quest√£o dos pontos que voc√™ ressaltou, j√° fa√ßo tudo isso desde que eu comecei o meu blog, mas de qualquer forma foi muito √ļtil!

    Até!

    Responder

  4. Em termos numéricos, já recebi mais elogios do que críticas, e estas vêm sempre sob a capa do anonimato. Gente que procura algo, não encontra, decepciona-se e solta o verbo, geralmente em palavras de baixo calão.

    Os elogios v√™m mais dos amigos, por√©m, n√£o me deixo levar por eles. Considero-os mais valiosos quando parte de algu√©m que n√£o conhe√ßo, o que me deixa com a doce ilus√£o de que estou realmente fazendo algo √ļtil e que est√° sendo bem recepcionado.

    Vibro muito quando vejo, no acompanhamento online do FEEDJIT, que algu√©m que eu nunca vi digitou o nome de meu blog no Google, procurando nele alguma informa√ß√£o, porque j√° o conhece ou porque foi recomendado. Este √© o meu momento de gl√≥ria. A parte que mais compensa. √Č um elogio silencioso que vale mais do que 500 cliques do bot√£o ‘curtir’.

    Agora vem a parte da autocrítica:

    A ilusão acaba e eu fico com aquela impressão de que devo procurar outro hobby, porque, definitivamente, de blogueiro eu não tenho nada. Não sei nem mesmo criar um bom design para o cabeçalho.

    Responder

  5. Marcos, concordo com esta quest√£o de toque pessoal no que fazemos em nossos blogs.

    Por mais que queiramos atingir um certo tipo de nicho ou p√ļblico, estamos afinal, criando conte√ļdos sobre nossas pr√≥prias experi√™ncias, concep√ß√Ķes, abordagens, opini√Ķes.

    N√£o haver√° nunca um blog perfeito, nem um design perfeito, nem um conte√ļdo perfeito.

    Estamos todos errando o tempo inteiro na blogosfera, e alguns de nós acabamos por aprender com estes erros. Creio que é ai que entra a persistência para continuarmos aprimorando mais e mais nosso trabalho.

    Afinal, trabalho nunca faltar√° para bloggers!

    Abraços!

    Responder

  6. Oi Marcos, nossa encontrei esse post na hora certa ūüėČ
    Eu vivo me perguntando se estou no caminho certo, qual a opini√£o das pessoas sobre meu blog …
    O √ļnico ponto negativo que percebi foi “Interaja com as pessoas” (:
    Obrigada por postar coisas assim que nos fazem pensar e ignorar um pouco as opini√Ķes alheias.
    Seu trabalho é muito 10! :*

    Responder

  7. HAAH outro item que n√£o me encaixo √© “Ter um dom√≠nio pr√≥prio”,
    bom isso √© pessoal e n√£o acho que seja necess√°rio um endere√ßo “.com” ou “.com.br”,
    estou satisfeita com o blogspot.com ūüėČ

    Responder

  8. Ol√° muito bom seu artigo, pois quem tem um blog como eu acredito que cada ponto citado deve ser seguido e depois de conseguir isto basta escrever sobre o que mais gosta que o sucesso vir√° naturalmente.

    Responder

  9. Oi, Marcos, adorei esse artigo. Tem muito “guru” americano dizendo o contr√°rio, que se voc√™ quer ganhar dinheiro com o seu blog deve ignorar seus desejos e ir atr√°s do que o p√ļblico quer. Eu sempre achei isso uma furada. Acho que ter personalidade √© fundamental. Isso n√£o significa n√£o ouvir nada de ningu√©m. Faz parte da intera√ß√£o natural com os leitores que eles d√™em sugest√Ķes legais, que a gente tem todo o direito de aceitar ou n√£o. Mas se o blogueiro for tentar agradar a todo mundo, vai acabar perdido…

    Responder

  10. tinha um blog h√° alguns anos como teste quando a ferramenta era novidade. Desde esse tempo todo muita coisa mudou, as pessoas come√ßaram a migrar para redes sociais mais interativas e que denotam menos personalidades criadoras. Hoje as coisas est√£o como que … “voltando” aos bons tempos, em que era necess√°rio mentes razoalmente dotadas de integridade e intelig√™ncia para sabermos suas opini√Ķes, isto claro, se deve ao fato de que qualquer coisa postada na net j√° √© not√≠cia ultrapassada √† que foi vista na tv ou nos celulares e afins. Como era uma novidade aqui no brasil (brasil em minusculo mesmo…um dia sem corrup√ß√£o poderemos escrever em formato caixa alta) muita coisa tamb√©m era feitas as pressas e muito conte√ļdo de dar pena. Hoje vejo com bons olhos os blogs que realmente contam uma hist√≥ria, um evento, uma vida…assim como este seu blog que mesmo n√£o querendo ser … j√° √©!
    abraços

    Responder

  11. Quando se deseja uma opinião, a melhor coisa a fazer é procurar um consultor. Chega uma hora que a opinião de um profissional é valiosa. Mas peritos não vivem de brisa, né? Eles precisam ganhar o deles também.

    Responder

Deixe um coment√°rio

Ao comentar você concorda com nossa Política de Comentários.