Você fala a Língua dos Blogs?

Siga o Ferramentas Blog: Canal no Youtube | Facebook | Twitter | Google+
Acesse AGORA: https://blogueiro.pro e se torne um Blogueiro de Elite.

idioma-falar Esse é o artigo de número 400 aqui do [ Ferramentas Blog ], em menos de um ano de vida. Muito conteúdo para ajudar você a aprender a “língua” que se fala na blogosfera. Para quem já teve a oportunidade de viajar para um país estrangeiro, deve ter passado a dificuldade que é se comunicar num mundo que não é o nosso e precisamos aprender o máximo para evitar problemas. Na Blogosfera não é diferente, e fica a pregunta: você sabe falar a língua dos blogs e da internet? Está na hora de pensar em uma imersão total para evitar gafes e saber como interagir melhor com o diferente e se adaptar.

 

Eu já estive em diversos países e poderia enumerar uma lista de gafes cometidas simplesmente por não conhecer a cultura ou a língua daquele povo. O mais grave ocorreu quando fui à Índia, em dezembro de 2003 (bem antes da novela da Globo) e saí às ruas para comprar véu indiano (aqueles femininos de cobrir o corpo e muito coloridos, artesanais) para presentear minhas irmãs. Falo inglês muito bem (obrigado!) e lá praticamente todos também falam inglês – para quem não sabe a Índia foi colônia inglesa – então o idioma nem era tanto problema.

 

Eu estava com um guia local que saiu comigo às lojas e era ele que negociava. Queria comprar apenas o véu das roupas, mas não encontrávamos uma loja que vendesse apenas essa parte. Perguntamos em vários lugares e eu insistia que deveríamos perguntar alguma mulher para saber exatamente onde ir. Como o guia não me deu muita atenção, entrei em uma loja de roupas e perguntei para a primeira vendedora que vi sobre roupas femininas.

Pronto: o escândalo estava formado! Mulheres vendedoras atendem apenas mulheres e não falam com homens. É falta de respeito se dirigir a uma mulher que não seja da sua família para alguns grupos étnicos indianos e eu não sabia identificar isso. Já o meu guia sabia, só de olhar, com que mulheres podia conversar sem problemas.

Meu guia apareceu e resolveu minha gafe.

 

A lição é que precisamos conhecer com quem e como nos relacionamos. Isso passa necessariamente pelo idioma ou dialeto falado, bem como pela cultura daquele lugar e daquele povo. Não é diferente na internet. Há um mundo de possibilidades e relações, especialmente para quem se dispõe a publicar com blogs e em redes-sociais (micro-blogs).

 

Para aprender sobre o outro é preciso estudar e se dedicar. Você precisa se adaptar e não pode querer impor suas vontades. Há regras sociais rígidas para tudo e normas de comportamento até para conversas informais que você precisa dominar se quiser se dar bem e conquistar espaço e ter sua voz ouvida.

 

Qual o dialeto do seu público?

O primeiro passo é entender quem é o seu público alvo e como ele se comporta, onde se reúne, como compartilha informações, como procura conteúdo e como agrega com outros que têm os mesmos interesses. Isso é que vai determinar a forma de você escrever seus artigos e como vai distribuir seus links, fazer parcerias e conquistar a confiança de seus leitores.

 

É bem provável que esse seja o passo mais difícil de se dar na blogosfera e é o que diferencia os bons blogs, que vão durar e crescer, daqueles que já surgiram fadados ao esquecimento. São poucos os que aprendem o dialeto corretamente e aprendem como é a cultura daquele público com quem quer interagir. A grande maioria nunca se preocupou em aprender esse dialeto ou idioma e não entende por quê não consegue mais visitas, e não consegue alavancar seu blog ou divulgar seu conteúdo.

 

Como qualquer outra língua que queria aprender é preciso dedicação e estudo diários. Mas não basta isso: precisa também de uma imersão total, exatamente como viajar para o exterior e passar lá alguns meses só em contato com a nova cultura e com a nova língua, dedicação total e exclusiva.

Pesquisar palavras-chave e ler muito é a fonte certa de conseguir alavancar seu blog e sair do ostracismo. Ler muito e muitos blogs diferentes, de pessoas diferentes para entender como funciona a forma de atuar e como interagir. Perguntar quando tiver dúvidas e só fazer e falar aquilo que se tem segurança, certeza de que é a forma correta.

 

Qual o dialeto da internet?

A internet é o grande lugar da unidade dos povos. Aqui não há preto ou branco, nem cristãos ou muçulmanos ou judeus. O mundo não pode ser medido em distâncias e não há obstáculos linguísticos que o Google Tradutor não transponha. Rico ou pobre podem as mesmas coisas e o poder das mídias tradicionais não é capaz de impor opinião ou vontades únicas. Para quem for capaz, é possível pensar e agir com liberdade.

 

Mas aqui não isenta ninguém da reponsabilidade e há também suas formas de trato social que não podem ser esquecidos nem minimizados. A internet, como nome já diz, é a rede que carrega tudo e congrega todos, mas como toda rede, tem seus espaços vazios por entre as tramas da linha. Nesse espaço, no buraco, pode se escapar e ser deixado de fora e descartado.

 

Numa internet que só se fala de interação e vias-múltiplas você precisa saber como interagir e fazer valer a sua voz. Terá que dedicar tempo também para aprender por quais canais estão falando aqueles que lhe interessam e onde você também poderá falar um dia. As redes-sociais são abertas para todos e as normas sociais de convívio aí são bem rigorosas, já que pretende ser um lugar para todos – como eram os anfiteatros gregos, espaços da verdadeira democracia.

Se você está fora dos grupos e não sabe interagir, não poderá ser ouvido e ninguém vai querer ouvir você.

 

Interação e dedicação.

Não há outra forma para aprender como conquistar seu espaço na blogosfera que não seja mergulhando de cabeça nessa experiência, uma imersão total em um outro mundo, uma outra realidade que se parece muito com o mundo real. Aprender nunca é fácil e você cometerá suas gafes, mas pode ser salvo por “guias” (amigos).

 

Organize-se para estudar essa realidade em que estamos incorporados, já que a internet não pode mais ser separada de nosso cotidiano e já se tornou bem mais que um instrumento de trabalho ou uma peça em nossas salas. Seu blog pode ser um grande canal para a sua voz, mas isso dependerá de sua capacidade de assimilar um novo idioma e uma nova cultura. Sem esforço por interagir com o diferente não é possível aprender, mas para isso terá que se dedicar todo o tempo possível para fazer sempre o seu melhor e alcançar seus objetivos.

Agora, pratique. Todo novo idioma que se aprende só se aperfeiçoa com prática constante.

 

Artigos para aprofundar.

Já pensou em ser um(a) Blogueiro(a) mais Profissional?

Está cansado(a) de ser um blogueiro mediano(a) e que não tem resultados com seu Blog, não ganha dinheiro e não recebe as visitas que gostaria?

Você chegou aqui procurando como aprofundar seus conhecimentos em Blog, como Ganhar Dinheiro com seu Blog, aplicar as melhores técnicas de SEO, divulgar seu Blog e fidelizar seu público alvo. E posso te ajudar com essas coisas e muito mais, elevando o nível de qualidade do seu projeto.

Desenvolvi um curso completo, totalmente online, cobrindo tudo o que é necessário para um Blog atingir seu potencial máximo, detalhe por detalhe, que vão te tornar um Blogueiro de Elite:
  • Técnicas de produção de conteúdo
  • Fidelização do Público alvo
  • Divulgação e Técnicas de SEO
  • Métodos e técnicas de Monetização
Acesse AGORA: https://blogueiro.pro e se torne um Blogueiro de Elite.

Esta é sua chance de ser mais profissional e ter um blog eficiente, completo e que pode ser sua fonte de renda permanente. Sou Blogueiro desde 2007 e condensei todo este conhecimento dentro do curso Blogueiro de Elite para entregar a você.

4 Comentários

  1. Oi, Marcus!

    Parabéns pelo artigo. Vc falou a mais pura verdade. A blogosfera tem normas de conduta que não estão escritas, mas sim vividas.

    E elas podem mudar ou se adaptar a todo momento. Quando o autor descobre o "funcionamento" da coisa, o blog cresce. Além disso, é preciso ter humildade para ouvir e aprender com quem está há mais tempo.

    P.S.: Longe de ser um especialista, mas só para ajudar mesmo. O véu das indianas chama-se sári.

    Abraço,

    http://cafecomnoticias.blogspot.com

    Responder

  2. @InculturaPop,

    Achei a imagem no Google e é justamente pra ilustrar o que tratamos no artigo. Não deu pra perceber que é uma brincadeira?

    Responder

  3. Marcos, bom dia , estou encantada com seu blog . Creio eu que precisa de muitaq adedicação pra chegar até onde você está .

    Agradeço as dicas que li até agora e vou continuar pois sou nova nesse meio e gosto de aprender.

    Já coloquei duas em prática, o tradutor para o inglês e o whos.amung.us , excelentes, por sinal .
    uma pergunta :
    Como faço para colocar ao invés do link , uma palavra no lugar (será que deu para entender? ).

    Desde já , brigadão pro cê …

    Abraço das Gerais .

    Responder

Deixe um comentário

Ao comentar você concorda com nossa Política de Comentários.