Plugin WordPress para encontrar imagens livres: Compfight

Siga o Ferramentas Blog: Canal no Youtube | Facebook | Twitter | Google+

Para todos os blogueiros que prezam em respeitar direitos autorais, uma dificuldade é encontrar imagens que possam usar sem preocupação para ilustrar seus artigos e posts. Há recursos e sites que ajudam nessa tarefa e é possível integrar um plugin para WordPress.org que facilita essa busca e inserção de imagens livres (Creative Commons). Um dos recursos mais simples e rápidos para manter seu conteúdo sempre bem editado, com imagens certas para o seus assuntos. Conheça o plugin Compfight.

Fazer download do e-book Como Ganhar Dinheiro com Blog

Já ensinei aqui como encontrar imagens livres de direitos autorais usando apenas o filtro padrão de buscas do Google Imagens. Provavelmente seja o método mais usado pelos blogueiros:

Se você usa o WordPress.org, pode facilitar a vida de procura por imagens com um simples plugin que se integra totalmente ao editor de postagens. Descobri esse plugin pelo ótimo blog Ayuda WordPress (em espanhol). Trata-se do plugin Compfight que é bem fácil de instalar e configurar.

IMG_7039.jpg
Photo Credit: Guilherme Kardel via Compfight

Como você pode ver na imagem acima, já vem inserido junto com a imagem os links e nome dos créditos a quem devem ser dados e para encontrar as imagens desejadas, basta procurar por palavras chave, como qualquer busca.

Para instalar e usar o plugin, basta entrar no menu “Plugins” do painel do WordPress.org e procurar pelo nome “Compfight”, ativando-o:

O novo plugin será inserido no menu “Configurações” onde é possível refinar o tipo de imagem, tamanhos e método de busca. Feitas as devidas configurações, que você pode usar o padrão que já vem automático, é só começar a procurar as imagens certas para seus posts.

O ícone do Compfight aparecerá acima da barra de ferramentas do editor de posts:

Clicando nele enquanto edita seus novos artigos e posts, você faz buscas por imagens, sem precisar fechar a janela do editor ou abrir outra aba do navegador e fazer upload, perdendo tempo precioso.

O melhor: ele encontrará imagens livres, indicando o autor original delas e inserindo os devidos créditos, sem que você tenha que se preocupar com essas coisas mais.

10 Comentários

  1. Bem legal a sua dica, embora ainda prefira fazer a busca direta no Google, apesar de que com esse plugin o resultado parecer ficar bem mais organizado, mas a questão é simplesmente não instalar mais um plugin se dá pra resolver de outra forma.

    Responder

  2. Muito bom! Vou instalar agora mesmo. Até porque com essa nova Rede Social Pinterest tem que ter imagem nos posts. Além de dar um “tom” mais agradável aos posts.

    Responder

  3. Marcos, ótima dica, com todas estas iniciativas com relação a direitos autorais temos que sempre estar atentos para não prejudicar o andamento de nossos blogs e nossa própria vida particular.

    Abraços,

    Responder

  4. A ideia é sem duvida muito boa marcos, mas fiquei em dúvida quanto a duas questões:

    1- Olhando nas propriedades da imagem, vi que ele armazena no flickr e nao no ferramentasblog. Se o flicker tiver algum problema, ou pior, se um dia sair do ar, não será um super trabalho ter de consertar todas as imagens depois?

    2- Em termos de SEO, como as imagens não estão no seu site, então elas não são indexadas pelo google, certo?Não perderia algumas visitas que poderiam vir pelo google imagens?

    No mais acho o tema bastante pertinente, temos sim que nos cuidar, ainda mais nestes tempos de sopa e ecad em cima nas questões de direitos autorais,parabens pelo texto!

    Responder

    • São dois pontos muito bem lembrados:

      1. Realmente há o risco de que as imagens seja tiradas do Flicker, mas também é mantida a origem da imagem, o que favorece o autor e é uma forma de dar os devidos créditos.
      Para evitar problemas de algum dia a imagem ser deletada pelo autor, é bom fazer um backup e manter a imagem salva para soluções futuras.

      2. Sim, é uma perda para SEO. Nesse caso não há como reverter a situação. Mas voltamos ao mesmo caso da origem da Imagem. Se ela pertence a alguém que cedeu gratuitamente, nada mais justo que ele se beneficie disso.

      Responder

Deixe um comentário

Ao comentar você concorda com nossa Política de Comentários.