O que mudou no [ Ferramentas Blog ] depois de migrar para o WordPress.org

FBlogHost - Hospede seu Blog

blogger-to-wpTodos já sabem que o [ Ferramentas Blog ] migrou para o WordPress.org neste mês (Fevereiro/2011). Hoje vou contar um pouco como isso foi feito, os plugins que usamos, as vantagens de estarmos agora no WP e a conversão do tema .

A ideia de migrar já era algo certo para o Marcos Lemos já há praticamente 3 meses, porém apenas desde dezembro do ano passado que comecei a ficar mais à par sobre isso e opinando como deveria ser feito. Toda a visão de futuro que o Marcos tinha com o Ferramentas Blog se tornava complicada estando no Blogger, não porque o Blogger é uma plataforma ruim (é uma excelente plataforma) e sim por não permitir certas flexibilidades.

Depois de acertar os detalhes e finalmente ter decidido que o [ Ferramentas Blog ] iria para o WordPress, iniciamos vários testes. Porém a maior dúvida era quanto ao template/tema que era algo novo (não fazia muito tempo que o Sergio Estrela tinha desenvolvido ele e ficar mudando de tema várias vezes em um período curto de tempo pode ser desastroso), foi quando resolvemos manter ele no intuito de mostrar que o [ Ferramentas Blog ] migrou, mas continua o mesmo em termos de qualidade, além de que assim seria possível para que todos os leitores pudessem comparar como ele era no Blogger e como estar hoje no WP.

Com este detalhe certo do tema comecei a trabalhar na “conversão” do tema. Muitos não sabem que isso não é automático, tive que pegar todas as imagens e algumas medidas do template para criar-lo novamente, além de seguir com algumas modificações e adaptações solicitadas pelo Marcos e outras necessárias. Esta conversão foi feita em menos de 6 dias; diria que o processo de migração completo e definitivo do layout foi feito em menos de 6 dias, algo que não foi fácil para nenhum dos dois, porém com muita força de vontade conseguimos superar todos os desafios que o projeto nos trouxe.

As mudanças do Blog

Agora vamos falar do tema, que esta bem mais leve no WordPress e que também trás outras otimizações que foram feitas.

A primeira e mais notável para a maioria dos visitantes foi o tempo de carregamento do blog que diminui consideravelmente, isso é devido ao seu código HTML que esta mais leve e melhor compilado do que era no Blogger. Além de uma “técnica” de CSS onde fiz com que sejam carregadas menos imagens para formar o layout: temos apenas 5 imagens para formar o tema, sendo a mais importante e a responsável pela melhora no tempo de carregamento é a seguinte:

Sim, esta única imagem tem tudo o que precisamos no layout. Esta imagem sozinha é carregada apenas uma vez, formando vários detalhes do tema.
Esta técnica de CSS é usada em grandes sites como por exemplo o Google:

google-img

Desta forma quando você entra no Ferramentas Blog menos imagens são carregadas, deixando todos os detalhes e quando preciso efeitos do tipo hover também já pre carregados.

Carregar menos imagens, mesmo que elas sejam um pouco mais pesadas do que várias pequenas causa uma boa diferença no carregamento da página, já que o seu browser consegue abrir apenas dois links por domínio na hora de abrir um site. Reduz até mesmo consumo de memória de seu computador.

Pretendo ensinar como isso é feito para vocês em outro post no futuro.

O Blog agora funciona bem melhor

A maior melhoria esta no código HTML do site, que agora contém bem menos erros na hora de validar no W3C.
Para quem não sabe é muito importante ter um blog ou site validado no W3C (teremos um post só sobre isso, em breve). Quanto menos erros existirem melhor indexado pelos motores de busca seu blog estará e melhor renderizado pelos browsers também. Estando no Blogger você já inicia seu blog com milhares de erros de validação.

Vejam a diferença:

Existiam 207 erros e 222 avisos de práticas que o W3C não aconselha, quando estávamos no Blogger. Agora temos apenas 4 erros, que são de HTMLs especiais que usamos e o W3C não reconhece como validos, assim como motores de buscas e browsers. Estes HTMLs são para fazer funcionar o contador do Twitter e os botões de compartilhamento na home.

Não estou satisfeito com eles e pretendo zerar a quantidade de erros, assim que tivermos tempo para desenvolver algo para reverter esta situação. Em outro post prometo falar sobre o W3C, como ter um HTML limpo e validado nele, quais os beneficios da validação e o porque ter um blog validado.

Questões gerais do Blog

Temos ainda melhorias internas. O dia a dia do [ Ferramentas Blog ] exige menos do Marcos, tudo funciona de forma dinâmica, quase nada mais é preciso ser feito pela tela de edição do tema (no Blogger é a tela de edição da XML do código fonte).

O sistema de comentários esta mais simples, intuitivo e permite uma maior interação dos escritores com os visitantes, além de interação também de visitantes com outros, usando uma hierarquia de resposta de comentários. Isso vocês podem ver comentando e respondendo outras pessoas aqui neste post.

A grande vantagem do WordPress.org sobre o Blogger são o é de plugins para praticamente tudo o que precisamos. Estamos usando hoje os seguintes plugins:

Pretendo falar sobre todos os plugins que estamos usando e ainda não falamos aqui no [ Ferramentas Blog ] durante os próximos meses.

Estes não são todos os plugins que pretendemos usar no blog e já estamos testando alguns outros para certos projetos que irão beneficiar a todos os leitores do blog em breve.
Novas mudanças virão ao longo dos meses e vocês irão entender o porque da mudança de plataforma e tudo o que planejamos para o futuro do blog.

Posts relacionados a Blogger e WordPress:

FBlogHost - Hospede seu Blog

30 Comentários

  1. Pingback: Tweets that mention O que mudou no [ Ferramentas Blog ] depois de migrar para o WordPress.org | [ Ferramentas Blog ] -- Topsy.com

  2. Muito legal de sua parte especificar melhor o que realmente mudou aqui no Ferramentas. A questão do tempo do carregamento do site eu percebi de cara, realmente melhorou muito!

    No meu site mostrou que existe 150 erros e 139 avisos !!

    Abraços

    Responder

  3. Olá Marcos como vai? No seu caso acho que mudar para o WordPress, fez melhorar muito, mais tem Blogs que não em nem um ano de vida ainda e pensa que mudar para o WordPress vai melhorar em 100% as visitas, pode acontecer mais é raro, e você Marcos o que acha disto?

    Responder

    • @Kevin
      O mais importante é o blogueiro saber qual a plataforma que atende melhor suas necessidades. O Blogger é excelente, mas para mim chegou a hora de migrar. Pode ser que outros não sintam isso e usem sempre o Blogger.

      Responder

      • Marcos, concordo com você, por mim não mudo do Blogger (Nem matando), mais se um dia me aparecer uma oportunidade melhor para mudar para lá eu mudo, mais vou pensar muito bem antes (Para não me arrepender). 😀

        Responder

  4. Eu achei essa mudança ótima, e falando em “traduzir” o tema do Blogger para o WordPress, bem, que o Marcos Lemos ou outro blogueiro daqui, poderia fazer um post de como traduzir temas do Blogger para o WordPress, principalmente os novos, pois tem cada tema bonito lá…

    Mais sobre o blog, como eu tinha dito, adorei o uso do WordPress.org, e como está no texto, deixou o blog mais rápido mesmo!

    Responder

    • “Traduzir” você quer dizer de “converter” um tema do Blogger para o WordPress?
      Na verdade isso é complicado e exigiria uma serie de posts, primeiro ensinando HTML, depois XHML, passando para CSS, finalmente chegando no PHP do WordPress e um pouquinho de lógica de programação.

      Isso se você for um usuário que não sabe absolutamente nada de Tableless, se já tiver conhecimentos como montar uma página em XHTML daria para ir direto a lógica de programação do WordPress.

      Porque acontece o seguinte, você tem que começar a fazer o tema do zero, foi o que tive que fazer aqui, peguei estilo de fontes, imagens e poucas coisas já determinadas, de resto tive que montar tudo sozinho.
      Não adianta pegar um tema já pronto do WordPress e tentar alterar por cima, isso acaba gerando vários erros e ficando uma coisa “meio porca”.
      O correto e começar do zero e montar exatamente como você quer.

      Então esse “traduzir” ou “converter” não é algo automático e exige conhecimentos em XHTML e PHP como lhe falei.

      Responder

  5. Cláudio, muito bom post. Acho muito legal de sua parte mostrar tudo que foi feito nos mínimos detalhes. Mas eu tenho uma dúvida porque mesmo que revertemos nosso blog no blogger para um modelo de template do desegner de modelo ou o próprio mínima sem senhuma modeificação, o W3C ainda continua detectantdo vários erros>

    Sei que vai fazer um post em breve, mais eu só quero uam explicação rápida. Agradeceria muito sua resposta!

    Responder

    • O Blogger já como padrão apresenta vários erros, maioria desses erros são causados por HTMLs especiais e dependendo do tema tem os erros por “barbeiragem”.
      Esses HTMLs especiais não fazem parte do contexto do W3C e nem do que os browsers estão programados para renderizar. Então sempre que possível devemos evitar o uso deles.
      Quanto menos erros, mais fácil um motor de busca rastreia seu blog e um navegador vai renderizar ele também sem problemas.
      Mas com o blog não adianta, já vem cheio de erros, então vocês que usam blog tem que tomar mais cuidado que qualquer um para não aumentar essa quantidade, falo para não fazer “barbeiragens” no HTML e deixar só os erros que vocês tem por default… E isso não é fácil.

      Responder

  6. Muito bom este post, um dia, quando a Alwee completar uns 2 anos, nós iremos migrar para o WordPress.org, arte porque ele nos permite muita coisa que o Blogger em si não permite…

    Responder

  7. Olá, gostaria de saber de você Marcos, se poder revelar, as suas necessidades que fizeram você mudar do blogger para o wordpress, esse imbate sobre as plataformas já se tornou muito polêmico na internet hoje em dia, como você já falou outras vezes cada uma atende determinadas necessidades. mas ao ponto de vista da administração do Ferramentas Blog….
    Qual a real necessidade de ter realizado esta migração ?

    Abraços

    Responder

    • @Rodrigo,
      Se você acompanha de perto o [ Ferramentas Blog ] já deve desconfiar de algumas coisas que me fizeram mudar, rs!
      A primeira delas foi aprimorar as técnicas de SEO, mas não é só isso.

      Continue nos acompanhando que em breve você verá grandes novidades no serviço que justificarão a mudança.

      Responder

    • Rodrigo acho que posso responder pelo Marcos.
      Cara espera alguns meses e você vai ver o que serão feitas aqui no Ferramentas Blog.

      Vamos trazer novidades para ambas as plataformas (Blogger e WordPress), além de muito mais.

      Ai você vai entender o porque de todo este trabalho.

      Hoje agora, ainda sem iniciar esses projetos já vale apena ter migrado para o WordPress, como eu disse no post, o blog esta mais rápido, mais fácil de administrar e consome menos tempo na hora de realizar as tarefas diárias de um blog.

      Responder

  8. Obrigado
    @Marcos
    @ Cláudio

    O objetivo dessa informação que busco é justamente ver de fato os benecifícios do wordpress numa visão de futuro, pois trabalho na área de marketing e quero iniciar um projeto já pensando no futuro ! Visando não só escrever, como monetizar o blog, e venda de produtos próprios, e de toda a internet, as informações que li hoje aqui, são as que chegaram mais perto, mostrando por A + B os beneficios da plataforma. Tratar realmente com seria uma empresa ! Porem sou usuario a muitos anos do blogger e sei todas suas qualidades, e gostaria de saber de vocês esses beneficios, sendo que o próprio Ferramentas Blog, já se torna uma empresa, um negócio próprio e rentável.

    Abraços a toda Equipe.

    Responder

    • Rodrigo,
      Vou lhe falar uma coisa, não vou ser curto, porém vou acertar diretamente no assunto, principalmente porque você vai usar este blog para trabalho, você deveria pensar desta forma:

      Qual é a maior diferença entre o Blogger e o WordPress que faz todo mundo pensar milhões de vezes antes de escolher um ou outro?

      A grande diferença é que o Blogger é grátis e o WordPress é Open Source.

      O problema é que brasileiro não sabe interpretar o significado de grátis e nem faz ideia do que significa a palavra Open Source.

      Grátis significa que você vai usar sem gastar dinheiro, porém vai ser OBRIGADO a usar o que eles lhe disponibilizam da maneira que eles querem que seja. Sem suporte, sem escolhas extras, sem mais nada. É aquilo e pronto, você não tem ajuda ou suporte para mudar ou melhorar nada. Fica sem gastar dinheiro usando o serviço, porém com milhares de limitações que vai lhe obrigar a gastar mais tempo e talvez dinheiro com serviços para complementar.

      Open Source significa Código Livre.
      Em um Código Livre você pode fazer o que quiser, usar onde quiser, modificar o que quiser e terá uma documentação onde lhe é ensinado passo a passo como você pode modificar.
      É tão livre digamos assim, que você não é obrigado a usar o servidor dele, você escolhe o servidor que melhor achar apropriado.

      Podemos dizer que Código Livre é 10 vezes melhor do que grátis, porque grátis significa não colocar a mão no bolso e viver com limitações. Já no Código Livre o limite é a sua imaginação ou até onde você quer ir com o seu projeto.

      Responder

  9. Estou ansioso para saber (ou lembrar) como é feito esse modo de usar uma imagem só em css.
    Agora um duvida,quando usamos um plugin de cache não tem o problema de quando editarmos algo no blog não ter como ver a alteração sem limpar o cache antes?
    Esse para mim é o único problema,mas vou fazer um teste com o que você indica aqui no post.

    Abraço!

    Responder

    • Rafael, então quando você faz uma modificação no tema ou publica um post, edita ou etc, precisa limpar o Cache para que todos vejam a mudança.

      Isso não é nada complicado, basta aperta um botão e já era.
      Porém como falei ai, instalamos o 1 Cache Plus, desenvolvido pelo Daniel Becher.

      Este plugin limpa seu cache automaticamente toda vez que você escreve, edita ou deleta um post.
      Porém para modificações no tema vai precisar limpar o cache.

      De todo modo recomendo ter um blog de testes em um servidor próprio para fazer modificações e depois de acertado, fazer o deploy no blog original.

      Em breve pretendo ensinar esse “truque” ai com as imagens e de como ter um wordpress de testes privado.

      Responder

  10. Olá Equipe do Ferramentas Blog, parabens pelo site..gostaria de saber se o blog, ainda irá ter em seu foco as dicas e tutoriais para a plataforma Blogger, ou o foco ficará mais no wordpress ?

    Grata

    Responder

    • @Adriana,
      Nosso foco é sempre o mundo dos blogueiros e tudo o que pode ajudar no desenvolvimento. Vamos continuar como antes: tutoriais e dicas para o Blogger e para o WordPress.

      Responder

  11. Pingback: Porque validar meu blog no W3C? | [ Ferramentas Blog ]

  12. Eu migrei (Sim foi por causa que li sobre o ferramentas blog) e ja notei grandes diferenças , eu fui na onda do ferramentas blog , e sempre quis fazer essa mudança estava precisando.

    Ainda nao fiz no meu blog com maior quantidade de visitas, fiz em um outro para poder conhecer e ja ficar um pouco mais esperto com o wordpress irei usar ele durante um mes para antes migrar todos os meus blogs para o wordpress , como se le na internet “A internet é feito de testes”.

    Obrigado ai ao Mascos Lemos pelo feedback de como tem sido a sua ida para o wordpress.

    Até mais.

    Responder

  13. Pingback: #6 BlogCast – WordPress, navegadores e blog de qualidade! | [ Ferramentas Blog ]

  14. Nossa, adorei a idéia de uma figura única com todas as usadas pelo tema do blog. Aliás, estou lendo o seu post justamente pq busco alguma forma de tornar o meu blog mais fácil de carregar.

    Eu peguei um template pronto e fui alterando. Já se foram tantas alterações que eu sequer lembro qual foi o template, só lembro do site pq deixei o crédito no rodapé. Detalhe: não sei html nem css, vou só observando e alterando.

    Ensina essa da imagem logo, ou então vou te contratar para dar jeito no meu, isso se eu não conseguir.

    Responder

Deixe um comentário

Ao comentar você concorda com nossa Política de Comentários.