Adoro denunciar plagiadores e ver seus blogs/conteúdos deletados por completo

Siga o Ferramentas Blog: Canal no Youtube | Facebook | Twitter | Google+

DesesperadoEsse assunto sempre volta, infelizmente! Falar de plágio, roubo de conteúdo, violação de direitos autorais e duplicação de conteúdo é muito chato, mas tem gente que não aprende. É mais fácil copiar e roubar o que outros já fizeram do que criar algo novo e interessante. O pior é que há os que não acreditam que podem ser pegos e que serão punidos por isso. Eu não tenho dó alguma e denuncio tudo para ser sumariamente deletado e/ou punido.

Fazer download do e-book Como Ganhar Dinheiro com Blog

Eu denuncio plagiadores, sempre!!!

Vamos começar com as provas para aqueles que não acreditam que podem ter o seu blog ou conteúdo excluídos se cometerem alguma violação de direitos autorais.

Sempre que encontro plagiadores eu denuncio imediatamente. A equipe do Blogger é a mais eficiente nesse processo e fazem tudo via formulário, respondendo por email sobre a exclusão.

denuncia-palgio-blogger-email

Depois que enviamos por formulário os links e provas do plágio ou violação de direitos autorais, a equipe do Blogger analisa os conteúdos, determinar o autor e exclui a cópia sumariamente, sem aviso. Então você recebe a confirmação da exclusão e pode ver a página deletada:

blogger-conteudo-deletado

Aqui tem mais uma imagem como prova da eficiência da equipe do Blogger em excluir conteúdos que violam direitos autorais. dessa vez fora 17 links denunciados e totalmente excluídos:

Este me responderam em menos de 2 dias e eliminaram tudo o que foi denunciado. Inclusive agora o Blogger está com novas regras para tratar esse tipo de situação com mais rigor:

E não podemos esquecer de que a Google modificou seu algoritmo, a forma como classifica os resultados das buscas, para favorecer quem produz conteúdo original e de qualidade. Isso fez muita gente perder visitas. Trata-se do Google Panda, que você pode saber com mais detalhes aqui:

Denuncio os plagiadores diretamente e já ensinei como proceder para denunciar plágios e cópias de seu conteúdo:

Mas você pode denunciar sites e outros blogs em outras plataforma, indo diretamente ao provedor de hospedagem, caso o plagiador não use o Blogger ou o WP.com. Toda empresa de hospedagem tem uma política de privacidade e área de atendimento para você denunciar esse tipo de violação.

Para descobrir onde o site/blog de alguém está hospedado eu uso esse serviço gratuito: Discover who is hosting any website. Você só tem que digitar a URL principal e os dados lhe serão apresentados.

Não há desculpa para o plágio

Muitos virão tentar justificar o injustificável. Tem gente que defende poder copiar o que acha na internet com a desculpa de estar divulgando (Copiar conteúdo de outros blogs é divulgação?), mas esquece que até a Google é contra duplicação de conteúdo.

Mesmo que você tenha autorização para copiar algo, é melhor não fazer isso. Seu blog pode ser punido e não aparecer mais nos resultados da Google. A Google normalmente detecta as duplicações, mas você também pode denunciar os infratores por um formulário bem básico:

  • Denunciar violações ao Google

Recomendo que leia um post que fiz explicando sobre isso, inclusive dado detalhes sobre a nova política da Google para punir plagiadores e outras violações: Sobre Conteúdo Duplicado e Punições da Google.

Se você gostou de algo que encontrou na internet, o melhor a fazer é apenas divulgar o link, informar seus leitores e usar no máximo alguns pequenos trechos do original (trechos menores do que 20% do conteúdo original), fazendo citações. Aí sim, você estará ajudando o criador do conteúdo e não perderá nada com isso.

Por fim vale lembrar que, se você monetiza seu blog, os anunciantes não toleram quem viola direitos autorais. A próprio AdSense também pode excluir a sua conta e você perderá seus rendimentos.

E aos que gostam de leis: plágio é CRIME, previsto em lei: artigo 184 Código Penal Lei n° 9.610-98 Direitos Autorais.

Fiz um vídeo que pode ajudar você a entender melhor a importância de ser original na hora de desenvolver conteúdo para seu blog: Criar um Blog Original e Relevante [Vídeo].

70 Comentários

  1. Com certeza é bom ver pessoas desse tipo tendo seus blogs deletados, e perecer que ainda existe um pouco de justiça, afinal não é fácil criar conteúdo único e de qualidade.
    Sobre a questão da divulgação, isso não e justificativa mesmo, uma ideia legal para divulgar artigos que achou interessante no seu nicho e postar os famosos “Links mais interessantes da semana” contendo uma lista com os links de outros blogs que postaram artigos interessantes.

    Responder

  2. O pior é quando justificam o plágio como “citação”, mas esquecem que, na citação, você tem a obrigatoriedade de citar a fonte em questão.
    Parabéns pelos conteúdos excelentes. Tenho seu banner no meu blog.

    Responder

  3. Confesso que fiquei com medo do Marcos no começo.

    Não tinha o por que eu copia lo (nunca quis e nunca vou querer copiar ele e nem ninguém) mas depois dessa declaração só vou usar o CTRL+C e o CTRL+V nos códigos disponibilizados por ele e olha lá

    Brincadeira!!!

    Ainda não comecei a publicar meus artigos, por enquanto estou só nas noticias, mas tomará que ninguém copie MEU conteúdo se não vou abolir o bendito CTRL+C e seu parceiro CTRL+V

    Boa sorte com esses plagiadores Marcos

    Responder

  4. E, para piorar o plágio, muitos copiam artigos inteiros de sites ou blogs, colocam em seus blogs, sem nem ao menos dar crédito ao autor do artigo; depois enviam para os agregadores de notícias, e, muitas vezes, ainda recebem um monte de visitas!!!

    Responder

  5. No começo achei que Marco foi mal…! Mais realmente se uma pessoa fossem em meu site e copiasse o que eu escrevi e colocasse no site dela eu ia ficar muitoooo bravo e com certeza denunciaria!

    Responder

  6. Olá Marcos, uso para ilustrar minhas resenhas literárias imagens de livros e sempre retirava do google imagem( copiar / colar nos meus documentos)Hoje já não posso mais. Acontece que em inspecionar elemento da imagem tem o URL da imagem. Se eu usar é crime?

    Responder

  7. Que raiva! Acreditem fizeram um blog igual ao meu e com o mesmo nome [Psicologia Acadêmica] estou dando corda para o plagiador se inforcar. rs rs rs depois com certeza vamos denuciar!!
    Também acho isto uma falta de criatividade.
    Temos que compartilhar o nome do plgiador em uma lista negra…

    Responder

  8. Mesmo com vários recursos contra copia, ainda fica difícil que não haja copia integral ou parcial do conteúdo. A única forma é denunciando estes sugadores de conteudo.

    Responder

  9. Olá marcos, gosto muito do seu blog e de suas dicas,. Tenho aprendido muito com você e sempre recorro ao seu blog, obrigado e parabéns por seu trabalho tão útil.Sou artesã e somente em julho de 2010 passei a usar internet ( não sabia mesmo e não tinha computador)e concordo com você sobre plágio que é um crime, mas acho que depende muito da índole da pessoa. Falta de caráter mesmo. eu tive esse problema até no orkut, onde postava minhas peças e só depois que vi tudo copiado em outro é que passei a por marca d’agua em todas fotos.Se aprendo uma técnica com outra artesã peço permissão para por o link dela no meu blog e fazer a referência devida. acho que esse é o correto. Obrigado por tudo e por favor DENUNCIE MESMO! um abraço,

    Responder

  10. Muito bem, todos sabemos que o plágio é uma praga na Internet. Como sabemos, ter todos os dias artigos originais durante vários meses não é fácil.

    O que eu faço por vezes(nem sempre), é fazer artigos baseados em temas já postados onde acrescento conteúdo totalmente novo, pensado por mim mas de Blogs em Inglês.

    O que faço é +/- isto: [Link suprimido]

    E sei que há muitos PROblogguers em Portugal e mesmo no Brasil que fazem exactamente isto!

    A roda já está inventada! Mas detesto plágio!

    Cumprimentos.

    Responder

  11. Oi,eu tenho uma historinha pra contar: recentemente eu fiz uma rede social onde os usuários podem criar artigos(frases) de até 250 caracteres e ganhar pontos ao vender suas ideias com a moeda do site. É uma ideia nova na net mas nem tanto. O problema é que alguns usuário não entendem e acabam colocando frases de pessoas famosas. De vez em quando eu vou no sistema do site e fico jogando no “limbo” esses artigos, porque são plágios e a regra do site é clara. Não sei se há lei contra a cópia de frases porque sites de frases tem aos montes na net e eles nunca são foram punidos. Minha rede é protegida por senha, então o google nunca vai entrar la pelos métodos “robóticos”, mas estou cuidando do plágio a cada dia que passa, porque minha intenção é apenas incentivar a criação dos usuários.

    Responder

  12. Plagio alem de ser crime é total falta de respeito com quem se dedica para criar um artigo ou um blog de qualidade para os seus usuarios.
    Esse tipo de blogueiro tem que receber severas punições incluindo a exclusão da copia ilegal, na minha opinião o indivíduo deve até receber uma multa por ter realizado o plagio!
    Estou com você Marcos, denunciarei todos blogs que oferecem artigos plagiados para os seus leitores!

    Responder

  13. Gente que fala PELOS COTOVELOS: Primeiro, o termo PLÁGIO não é definido em lei. Segundo: Você define que mesmo que eu tenha autorização para publicar parcialmente ou integralmente um conteúdo, que não deveria fazê-lo: ERRADO. “Art. 102. O titular cuja obra seja fraudulentamente reproduzida, divulgada ou de qualquer forma utilizada, poderá requerer a apreensão dos exemplares reproduzidos ou a suspensão da divulgação, sem prejuízo da indenização cabível.” – Há dificuldade na interpretação da palavra FRAUDULENTA?

    Segundo fator que seu post extremista não considera: http://www.youtube.com/watch?v=izSOrOmxRgE

    Terceiro: Criatividade não significa reinventar a roda. Você não precisa criar nada do Zero. Só é necessário observar o que o autor do trabalho anterior deseja com sua obra.

    E meu comentário está licenciado pela CC BY-NC-ND.

    Responder

    • Leonardo,

      1. Há muitas palavras que não estão em leis e mesmo assim significam o que está na lei. Plágio é violação de direitos autorais, o que está bem descrito na lei, inclusive citadas neste post.

      2. Repito, e seu que você leu e NÃO ENTENDEU: mesmo com autorização, não é bom duplicar conteúdo, pois isso gera punição na Google.

      3. Só pq vc considera que “fraudulento” há dificuldades para definir, não significa que um juiz não tenha competência para fazê-lo. E eu, como estudante de nossa língua, digo que “fraudulento” é uma palavra perfeita para definir esse tipo de crime contra os direitos autorais.

      4. Sobre as licenças CC: São ótimas para definir mais claramente o que pode ou não ser usado e como pode ser usado dos conteúdos produzidos e distribuídos, mas isso não é uma lei e sim uma convenção.
      De toda forma, mesmo que um conteúdo possa ser duplicado, repito (já que sei que vc leu e não conseguiu entender), a Google pune conteúdos duplicados.

      5. Sobre criatividade: mais uma prova de que você não foi capaz de entender o que leu em meu post. Eu não disse que só vale o que é perfeitamente original. Podemos nos basear no que outros já fizeram. Para isso citamos trechos, recorremos a fontes e aprofundamos, ampliamos o trabalho de outras pessoas dando o devido crédito à idéia original.

      Será que vc conseguirá entender o que escrevi aqui? Tenho minhas dúvidas.

      Responder

      • Para responder a um comentário vc precisa ser tão ríspido a ponto de questionar ironicamente a capacidade de entendimento do comentarista? Dá para você ter um pouco de humildade, Marcos?
        Ou vc pretende que todo mundo sempre concorde com vc a vida toda?

        Responder

        • Só estou exigindo um mínimo de capacidade de entendimento da leitura que é feita.
          Escrevi em bom português e tudo o que foi questionado já estava dito no post. Sim, posso, a partir do comentário saber se a pessoa leu e entendeu o que está minimamente escrito.

          Agora, quanto a você, vir até o meu blog e questionar meu caráter (se sou ou não humilde), me desculpe, mas isso você não pode fazer. Você pode discordar do que eu escrevo, desde que apresente argumentos plausíveis. Seu comentário completamente inútil para o debate aqui e, pior, teve a única intenção de atacar-me pessoalmente.

          Responder

  14. Marcos, tenho um site sobre saúde com elevada audiência e alta taxa de reprodução de textos sem a devida citação da fonte. Se me permite, vou divergir de vc em alguns pontos.

    Tenho cerca de 2 milhões de visitas por mês, e vc pode imaginar com essa audiência quantas vezes meus artigos são copiados pela rede. Depois de alguns meses correndo atrás de plagiadores, senti que estava enxugando gelo. A cada 10 que denunciava surgiam mais 20. Resolvi mudar de tática. Hoje vejo um plágio como um link em potencial para o artigo original.

    Primeiro passei a autorizar a reprodução de qualquer texto meu com a condição de manter os links internos inalterados e um link para a postagem original. Segundo, criei um texto base citando possíveis punições pela lei e pelo Google/adsense em caso de reprodução não autorizada pelo autor. Sempre que encontro um plágio, entro em contato de forma amigável enviando este texto na caixa de comentários. Para minha surpresa tenho tido uma taxa de sucesso de uns 80%. A maioria das pessoas pede desculpa e coloca o link para meu texto original. Estou ganhando vários links com isso.

    Sei que o Google não gosta de conteúdo duplicado, mas alguns desses textos já estão sendo contabilizados no webmaster tool como links para o meu site. Acho que no final das contas tem sido mais benéfico que maléfico. Em vez de sair derrubando 10 artigos copiados, passei a ganhar 8 novos links (na verdade mais se contarmos os links internos que, ao serem reproduzidos, viram links externos para o meu site).

    Somente após um segundo aviso amigável sem sucesso é que tenho encaminhado a denúncia ao Google.

    Responder

    • Pedro,

      Veja a diferença e note que você não está discordando do que eu publiquei aqui.
      Você autoriza a cópia de seu conteúdo e incentiva isso. Estou falando de violação de direitos autorais, quando não é autorizada a reprodução.
      Concordo que isso pode gerar links e o Webmaster Tools contabilizará tudo. Mas não pense que esses links de conteúdo duplicados serão considerados com peso para gerar PageRank. Tanto é que seu PR é 2. Além disso, sobre a qualidade dos links, o Alexa só contabiliza 43 links para o seu blog/site.

      Não confunda as coisas. E entenda que você é o autor original. A puniçào por duplicar conteúdo cai sobre quem copia e copiou o que você fez. Você foi original, mas o outro não. O outro será punido e não aparecerá nos resultados do Google.

      Isso pode ser interessante por propagar seu nome, o nome do seu blog, mas de modo geral os benefícios não são tão bons assim quanto você pensou.
      Me desculpe, mas essa sua tática é prejudicial.

      Responder

      • Marcos, se me permite, vou fazer o papel de advogado do diabo.

        Quer dizer que se alguém gosta do meu texto, resolve reproduzi-lo em seu site, me dá os créditos corretamente e ainda coloca o link para o meu artigo original, isso é prejudicial para o meu blog? Que a pessoa que copia, mesmo que com autorização, seja punido pelo Google por ser um texto duplicado, eu até entendo, mas não faz muito sentido eu ser prejudicado também. Até pq este seria um modo simples de sabotar um texto bem colocado da concorrência, não?

        Em relação ao PR, eu há muito deixei de me preocupar com ele. Tenho várias páginas com PR1 que possuem a principal palavra-chave em 1º lugar no Google, e não estou me referindo a “long tails” nem a temas raros. Pode procurar por “hemorroidas” ou “mau halito” que vc irá ver o que estou dizendo. Aliás, tinha PR4 há cerca de 1,5 ano, e meus posicionamentos no Google eram bem piores. Só para vc ter uma ideia, atualmente tenho cerca de 60.000 visitas por dia (com apenas 300 textos publicados) e 88% são paraquedistas do Google.

        obs: Não interprete as afirmações e perguntas acima como um questionamento ao seus conhecimentos de internet. Não é esse meu objetivo. Apenas fiquei surpreso quando vc disse que essa tática era prejudicial, pois para mim isso não faz muito sentido (ok, eu sou médico e não especialista em SEO, mas ainda assim…).

        Responder

        • Pedro,

          1. O prejuízo maior é claro, fica com quem copia e não com que cria. Mas você pode ser prejudicado de algumas maneiras.
          Já vi casos (muitos casos) de que a página de quem copiou ficou melhor posicionada no Google do que a página original. O Google levou alguns dias para perceber o erro. Isso te faz perder visitas valiosas. Mas há prejuízo diversos, como o que citei no caso dos links. Links ganhados em conteúdos duplicados não são contabilizados e podem até prejudicar o seu ranking, sim!

          Sobre a concorrência sabotar, para isso existe a possibilidade de denúncia. O fato de você poder ajudar serviços como o google para detectarem mais rápido problemas assim, diminui os riscos para o seu conteúdo.

          2. PageRank realmente não é tão importante para o ranqueamento de um conteúdo, mas é um índice de qualidade de seus links. Não é algo a ser totalmente ignorado assim e precisa ser levado em conta juntamente com outras métricas. Olhar só para o PR, realmente não faz sentido.

          Releia o que escrevi acima, para entender como pode ser prejudicial.
          Pense um pouco: você pode ganhar links de indicação em páginas que só citam o seu conteúdo sem copiar nada. Isso atrai visitas diretas para sua página, gera mais comentários em sua página, consegue-se mais seguidores, assinantes de Feed, potenciais geradores de renda, melhores números, mais links, melhores rankings etc etc etc…
          Agora se todo o seu conteúdo é copiado na íntegra, mesmo ganhando um link: quem ganha visitas é o outro que te copiou, é o blog dele q terá mais visitas, mais seguidores, mais links….. e por aí vai!

          Entendeu agora?

          Responder

          • Primeiro deixo claro que sou contra plágio.

            Porém, considerando que a Google domina totalmente as buscas na internet, e considerando o comentário do Pedro e dos que citaram a “postura Creative Commons”, acho tanto a punição de sites pelo Google quanto o seu posicionamento e de outro colega acima um tanto radical. (“Eu não tenho dó alguma e denuncio tudo para ser sumariamente deletado e/ou punido”, “É UMA SENSAÇÃO INCRÍVEL VER SEU POST PLAGIADO SENDO TOTALMENTE DELETADO”).

            É óbvio que pessoas que se “dedicam” a copiar conteúdo – aquele texto que você se dedicou tanto a escrever – com intenções “sacanas” merecem ser combatidos e punidos, mas isso pode ser prejudicial aos verdadeiros criadores também. Eu mesmo estou com meu site punido pelo Google agora, simplesmente não sei porquê. Não sou plagiador, imagino que 90% do conteúdo do meu blog seja original (sou daquele tipo que vive com o cérebro pulsando de idéias, acredite), e nos restantes 10%, no máximo também faço análises sobre trechos de outros artigos como disseram acima, ou copio uma ou outra notícia que me interesse muito. Eles mesmos dizem que não podem responder as reconsiderações individualmente, mas punir individualmente eles conseguem perfeitamente.

            Porém, ser punido pelo Google pode ser comparado à pena de morte – se for aplicada, deveria ser apenas em casos graves e totalmente comprovados. Afinal, no caso do Pedro por exemplo, ou de pessoas que “copiam” textos do Arnaldo Jabor ou do Sócrates, trechos de letras de música em seus blogs etc. Vamos supor que você encontre um textos do Pedro em 5 sites diferentes, e essas 4 outras pessoas também têm textos em comum (já que, de repente, são da mesma área e trocam informações), como você vai saber qual dos 5 escreveu cada um dos posts originais? E como o (buscador) GOOGLE vai saber? Se para um ser humano é difícil, imagino que para alguém programar um algoritmo capaz disso seja um pouco mais complicado.

            Então, bem, eu não sei quais são os seus critérios, mas veja que a questão não é tão simples. Mesmo que você tenha resposta para cada questionamento que coloco, podem haver situações que nós dois não imaginamos e que os algoritmos da (empresa) Google muito menos.

            Mais uma vez deixo claro que também sou contra os aproveitadores, apenas acho que a DETECÇÃO da “má intenção” pode ainda estar muito longe da perfeição para justificar/permitir atitudes radicais e punições severas. Se houvessem vários buscadores dividindo o mercado, o prejuízo não seria tão grande, mas imagine no exemplo citado, denunciando os 5 e considerando que os criadores são minoria da humanidade, o risco de erro no julgamento e pode não compensar a injustiça na severidade da pena que um daqueles 5 vai sofrer.

            Aliás, este comentário aqui já daria um post no meu blog. Aí alguém acha interessante, duplica, fica o comentário no seu blog, o artigo no meu, vem o algoritmo do Google ou um vigilante da criação e fode com todo mundo…

            Responder

  15. Você tem razão mesmo Marcos, é muito chato ser plagiado sabe, eu sei porque já passei por isso, e o pior de tudo que o plagiador ainda fica posicionado acima de você nas buscas orgânicas, só mesmo denunciando é que podemos fazer alguma coisa.As pessoas acham que tudo na internet é de domínio público, e acho horrível o plágio.O Google também não gosta de nada disso,ele preza por conteúdo único e exclusivo.É muito chato mesmo você perder horas do seu tempo fazendo bons artigos para outros virem com crtl c,crlt v e copiar.No meu outro blog eu coloquei um scrip sabe, mas mesmo assim o camarada ia no código fonte para copiar é uma falta de respeito mesmo!!!Ao invés disso porque não me linkam?Todo mundo quer prestígio na internet, mas não querem reconhecer seu trabalho né!!!

    Responder

  16. Gostaria que você Marcos me respondesse algumas questões que tenho em mente:

    1. Até onde vai o plágio??
    2. Posso colocar fotos e videos de outros blogs/sites??
    Exp: Achei 1 video interessante no youtube e quero posta-lo no blog, posso fazer isso sem praticar plágio??
    3. E aqueles videos que o pessoal apenas baixa e faz uma edição, dpois coloca no youtube, isso se caracteriza plágio???

    Comecei 1 blog recentemente, e gostaria de ficar enquadrado corretamente nas coisas, obrigado.

    Responder

    • André,

      1. O plágio vai até onde viole os direitos autorais de alguém. Usar algo sem a permissão do autor e até sem citar o autor, pode ser considerado plágio. O melhor é nunca copiar nada na íntegra. Citar pequenos trechos, dando as devidas referência não tem problema.

      2. Você pode colocar vídeos em seu blog sem problemas, desde que eles estejam marcados como “públicos”. O simples fato de ser possível adicionar o código do vídeo em seu blog já é uma autorizaçào de uso.
      Quanto às imagens, aqui no blog ensino como buscar imagens de direito público.

      3. Depende. Tem que ver se o vídeo é público e se é permitida alguma ediçào e republicação.

      Responder

  17. Em relação à Licença Creative Commons, é preciso, obviamente, que o autor original tenha-na lançado em sua postagem (com o símbolo indicativo ou textual). Não é a CC que autoriza, por si só, a cópia, mas, o uso que o criador da obra faz dela, ou melhor, o tipo de autorização que o autor concede. O que se vê muito, por exemplo, é Licença Creative Commons em que o autor não autoriza uso comercial…e o copiador usa adsense…

    Outro exemplo de violação da CC é o autor liberar a reprodução e o copiador limitar a cópia, usando, por exemplo, o copyright. Não pode, se o criador da obra estabelece liberação de cópias, o copiador não pode usar o copyright. É plágio da mesma maneira.

    E o Marcos tem toda a razão: ainda que se indique o link e o autor original, ocorrerá plágio se o criador da obra usar, por exemplo, o copyright. Se o autor limitou a cópia integral, não é permitida a reprodução, salvo a citação de pequenos trechos, nos moldes do artigo 46, da Lei de Direitos Autorais (a qual, para os quem tem dúvida sobre a lei vedar, ou não, o plágio, recomendo consulta).

    A reprodução para uso justo é sempre permitida, mas, limitada, por lei, a pequenos trechos, além de outras poucas exceções.

    Quanto a pequenos trechos, o Marcos falou em 20%, mas, para internet, considerando o tamanho padrão dos posts, eu preferiria 10%, se tanto.

    De qualquer maneira, fica a dúvida (a pergunta que não quer calar): se o copiador quer divulgar o trabalho do criador da obra, porque somente não divulga o link? Ou pequenos trechos? Qual a necessidade de se reproduzir integralmente o trabalho de outrem, senão para proveito próprio? Quer divulgar informações (pode e deve)? Simples, indique o link.

    Não há absolutamente qualquer razão lógica para se fazer cópias integrais de postagens na internet. Entendo que, por falta de melhor paradigma, nós temos de nos basear em livros tradicionais. Alguém já viu algum autor de livro tradicional reproduzir, por exemplo, um capítulo inteiro do livro de outro autor? Alguém já viu a reprodução de cinco páginas integrais de obra de outra pessoa?

    Sou visceralmente contra cópia de conteúdo. Não libero cópia integral de meus textos; já liberei, mas, virou, desculpem-me a expressão, uma “zorra”, abuso mesmo. Arrependi-me amargamente. Querem divulgar meu trabalho, o texto que levei horas, dias para reproduzir e corrigir? Indique o link, meu nome e pequenos trechos. Melhor do que isso? Não dá.

    Marcos, desculpe-me pela extensão do texto, mas, diante do calor da discussão, pareceu-me pertinente a ponderação.

    Abraço.

    Responder

  18. Marcos testei e funciona mesmo. É UMA SENSAÇÃO INCRÍVEL VER SEU POST PLAGIADO SENDO TOTALMENTE DELETADO.Em nenhum momento deixei claro em meu blog a possibilidade de autorização para copiar algum post. o blog que denunciei teve ainda a boa vontade de colocar a referência, mas não pensei duas vezes e denunciei sem pena. Fiz isso na sexta-feira passada e passados 3 dias o conteúdo foi deletado.

    Responder

    • Rafael,
      É uma sensação muito boa, não!?!? Vemos nosso direito respeitado e temos poder de resolver um problema. A equipe do Blogger é mesmo muito eficiente no que fazem.

      Responder

  19. Marcos, eu mesmo reclamei um dia com você a respeito disso, sobre plagiadores e queria deixar , meu contentamento em ver esse post ensinando ou retornando a um assunto tao banal.

    Parabens!

    Responder

    • Gustavo,

      É seu direito aceitar que as pessoas copiem o que você produz.
      MAs também é meu direito querer que as pessoas leiam o que eu produzi diretamente em meu blog. Aceito que criem links e indiquem meu conteúdo, mas não o divulguem. Se gostaram do que fiz, basta recomendar, mas sem copiar.

      Responder

  20. Muito bom o post, as pessoas devem saber que citar alguém não plágio , ainda assim penso que deve-se colocar o autor da frase.

    Responder

  21. Na curiosidade para descobrir o famoso plagiador encontrei seu blog e verdade seja dita o post foi retirado.

    Talvez esse comments não seja publicado mais vai a url…

    http:// www.****************** .com .br/2011/06/10-dicas-para-ter-um-blog-criativo.html

    Tchau, Fuuuuui Galera…

    Responder

  22. Um exemplo.

    Na sua postagem de ” Afinal, pra que serve o PageRank da Google? ”

    Daí, surge uma vontade minha de falar sobre PageRank também.
    Dai, eu coleto algumas informações suas e de outros blogs, sites ou seja lá o que for, para compor minha postagem também, mas não copio e colo o que você escreveu, apenas sirvo de coleta de informações.

    No final, coloco os links que utilizei para a construção da minha postagem.

    Isso seria Plágio?

    Responder

    • Dan,
      Esse é o jeito certo de se fazer. Você lê, encontra coisas interessantes, cita os links, recomenda e aprofunda o assunto com as suas palavras, com as suas idéias.

      Responder

  23. Eu encontrei um plagiador que me seguia no Twitter e como sempre verifico as pessoas que me seguem, pois elas em geral possuem ótimos conteúdos que gosto de ler e curtir, a primeira postagem do blog do cara era um texto meu postado uma semana antes. Então entrei nos comentários e deixei um recado pedindo para ler minha página de licença e que ele retirasse do ar a postagem.

    No dia seguinte tinha um aviso dele dizendo que não era a intenção de seu blog em copiar nada e assim ele colocou o link para o texto original, mas não tirou do ar. Protestei, dizendo que eu não permitia cópia integral, falei sobre a questão legal e denunciei no WordPress. Mas apesar da resposta do WP ter sido praticamente imediata, eles disseram que não podiam ajudar, pois apesar do usuário ter a plataforma WP, o conteúdo não estava hospedado no servidor deles.

    Enfim, uma luz fez o dono do blog retirar do ar a postagem copiada, mas ele deixou claro que minha atitude era “mesquinha” pois eu não queria dividir o conhecimento ainda mais em um país como o Brasil, blá, blá, blá. Eu já estou fazendo divulgação por estar publicando na internet, abrindo espaço nos comentários, estimulando debate, e sou mesquinha por não permitir que me copiem na cara dura?

    Enquanto existem pessoas conscientes, existem aqueles parasitas que se acham no direito de copiar o trabalho dos outros, não se preocupando com o que vier depois. Denunciem, cobrem, é um direito nosso.

    Abraço!

    Responder

  24. Pera lá, eu mesmo uso uma infinidade de referencias, mas o resultado não é nem de longe plagio… não vejo sentido em copiar algo pronto quando posso apenas indica-lo… acho interessante usar as coisas como base, mas dizer que copiar e colar conteúdo tem qualquer relevância criativa é balela.

    Responder

  25. Pingback: Aviso 4 – Cuidado com os plágios « Computação no dia-a-dia

  26. Minha requisição foi respondida, e as imagens de minha autoria utilizadas em um blog sem autorização foram apagadas. 🙂

    Responder

  27. que bom que você é assim e se sente bem fazendo isso. só tenha cuidado pra que ninguém possa denunciar o seu um dia…

    Responder

    • Mônica,
      É o velho ditado “quem não deve não teme”.
      Diferente de você que não informou um nome verdadeiro e nem teve coragem de colocar a URL do seu blog ou o seu email para receber uma resposta.

      Eu mostro a minha cara e não temo nada.

      Responder

  28. Pingback: Campanha contra o site PENSADOR | A Magia da Poesia

  29. Pessoal, se eu exibir conteúdo de video do youtube dentro do meu site é considerado plágio? Tipo, em vez de colocar o link coloco o frame de exibição de video.

    Obrigado a todos.

    Responder

  30. Oi, boa noite!
    Acabo de criar um blog para disponibilizar o catálogo de uma biblioteca. A minha dúvida é: Posso publicar a foto das capas dos livros? Venho perguntar, pois não quero ferir os direitos autorais…e tenho medo que isso ocorra. Alguém pode me ajudar?!

    Responder

  31. Marcos, bom dia
    Acompanho diariamente seu site e agradeço a ajuda que venho recebendo. Nesse momento estou sofrendo um plágio descarado, eu acabo de divulgar uma vaga (vagas que recebo diretamente das empresas) e no momento seguinte este site já copiou, não tira nada, copia com a minha formatação, com o nome do meu site no título… eu já bloqueei a cópia mas mesmo assim, não sei como ele continua copiando. Por favor, me ajude, eu trabalho duro de domingo a domingo a 4 anos e me sinto ultrajada com esse tipo de coisa.
    No caso é a seção VG MG do meu site que está sendo copiada.
    Abraços,

    Cris Prata

    Responder

    • Cristiane,
      Tenta entrar em contato com a empresa onde o plagiador está hospedado e pede seu advogado para entrar em contato com a empresa, solicitando que o plagiador seja tirado do ar. Assim você resolve o problema pela raiz.

      Responder

  32. Pingback: Como Plagiar e copiar outros Blogs com eficiência - [ Ferramentas Blog ] | [ Ferramentas Blog ]

  33. Pingback: Plagio: O que Google pensa sobre conteúdo duplicado? | GF Soluções

  34. Bah, acho isso ótimo, existem muitos blogs/sites que vivem de Plagiar outros, e agora com isso de deletar,alguns ficarão com medo e finalmente vão parar de postar conteudo plagiado. XD
    Eu ainda não sofri de plagio, ainda bem. D;

    Responder

  35. Nossa.Sou totalmente contra o plágio.Acho ridículo entrar em certos blogs e encontrar algo parecido com isso:

    “Então gente,andei entrando em alguns blogs e plagiei isso.”

    Realmente,isso é podre!O Blogger deveria de excluir os blogs plagiadores automáticamente,assim que fissem o conteúdo do blog.Mas,nós vamos continuar na luta contra o plágio!!!!!

    Responder

  36. Boa noite Marcos. Encontrei seu blog justamente procurando informações sobre o tema. Estou desenvolvendo uma página de notícias e gostaria de saber se o fato de eu inserir um link para outro site pode ser considerado violação de direito autoral. Veja bem, não irei copiar nada do conteúdo, desejo simplesmente indicar o link onde determinada informação possa ser encontrada. Obrigado

    Responder

  37. Olá Marcos
    Grande artigo, reúne várias informações para ajudar a acabar com a praga dos plagiadores. Faço parte de um grupo de blogueiros de Gastronomia e sofremos demais com os “blogueiros Copy/ Paste”. Temos um movimento de blogagem coletiva denominado “PlÁGIO NÃO” que esse nesse 05/ set/ 2012 completou 1 ano.
    Se no próximo ano você puder engrossar o nosso coro ficaremos muito contentes.
    Abraço
    Sandra Reis

    Responder

  38. Essa discussão é um pouco mais complicada do que parece. Com relação ao plágio óbvio, tipo ctrl+C, ctrl+V é muito fácil tomar uma posição. É crime, e pronto. Quem faz é CRIMINOSO, não tem como dourar a pílula. É também o plágio mais fácil de identificar e punir.
    Mas ontem mesmo eu estava pesquisando um assunto não técnico (confecção caseira de iogurtes, rsss…), e achei dúzias de sites que claramente usaram o google translator, copiaram e jogaram o texto lá sem ao menos verificar se a tradução fazia sentido!!! Tudo isso, obviamente, sem citar a fonte original… resultado: resolvi pesquisar diretamente em inglês, assim pelo menos o texto fazia sentido…
    Tem um trabalho de longo prazo aqui: a Internet é um fenômeno relativamente recente, as pessoas precisam ser educadas com relação ao uso do material que encontram.
    Outra forma de educação que eu acho importante é ensinar as pessoas como se cria conteúdo original, a partir de uma pesquisa legítima de diversas fontes.
    Agora, para os blogueiros que são plagiados, tem outras considerações: qual o “custo de oportunidade” de se ficar “caçando” plagiadores, entrando em contato, solicitando remoção, etc… Será que vale à pena? O nosso tempo não seria melhor gasto em produção de conteúdo novo, divulgação do blog (para continuar rankeando à frente dos plagiadores) e coisas assim? Já vi mais de um blogueiro estrangeiro famoso dizendo que simplesmente desistiu de se preocupar com isso.
    Acho que é algo para se pensar…

    Responder

    • Olá Ana, concordo 100% com seu comentário.
      Como blogueira não fico caçando conteúdo meu plagiado porque realmente é um mar sem fim. Se pegar uma só das minhas fotos e pesquisar no Google imagens, bingo, aparecem vários blogs que se apropriaram sem meu conhecimento ou consentimento.
      Só tomo providências quando o plágio aparece escancarado e chega até mim. Aí não dá, né? Já tive postagens inteiras copiadas. Do texto de introdução extremamente pessoal como “fiz esse bolo para os 15 anos da minha filha” ou “essa receita veio da minha amiga Lulu”, com as fotos (que sempre têm a marca d’água com o nome do meu blog) e o texto da receita, sem alterar uma vírgula sequer. A sensação é horrível, é como se roubassem parte da minha personalidade.
      Mas vamos que vamos, nos unindo e compartilhando informações nesse universo novo é que vamos conscientizando os que ainda não entendem o significado de autoria.
      Abraços a todos

      Responder

  39. Oi, Sandra,
    confesso que tenho tido (ou pelo menos identificado) poucos problemas, já que meus posts são na maioria vídeos.
    Mas adorei a ideia do “plágio não!”, você pode entrar em contato pelo meu blog para me passar o endereço? (é só clicar no meu nome ao lado do comentário).
    Valeu,
    Ana

    Responder

  40. Olá Marcos, primeiramente meus parabéns pelo seu blog, simplesmente excelente! Já está nos meus favoritos.

    Estou montando um blog, e tenho uma dúvida. È o seguinte: gostaria de saber se eu poderia ser acusado de plágio no caso de eu fazer uma vídeo aula ensinando a fazer algo que aprendi através de outra vídeo aula (que o dono de outro blog fez).

    No youtube achei mais ou menos 4 ou 5 vídeos que ensinam a fazer o mesmo que aprendi nessa vídeo aula que vi.

    Então, resolvi não arriscar e perguntar isso á alguém que entende do assunto antes de fazer, pois estou me dedicando muito ao meu blog, (espero que um dia eu consiga ter um blog espetacular como o seu).

    Mas, enfim, só á título de informação: a aula que quero gravar é sobre um certo efeito que se faz em fotos usando o Photoshop CS5.

    Desde já, obrigado.

    Responder

    • Augusto,

      Copiar ideias de outros não é plágio, mas as vezes não é muito legal também.
      Vc mesmo disse que já encontrou outros que já fizeram vídeos sobre o mesmo assunto. Se você fizer algo igual, será só mais um… igual aos outros. Se quer criar algo original, pense no que vc tem a oferecer que pode ser melhor e mais profundo do que os outros já fazem.

      Responder

  41. Adorei a postagem sobre cópia de direitos autorais. Como elaboro meus próprios materiais, é comum encontrar cópias ilegais pela net, tanto em redes sociais quanto em blogs ou sites. Já tomei providências quanto às redes sociais, mas não sabia como agir no caso de blogs ou sites.
    Tentava entrar em contato para que a pessoa retirasse, mas nem sempre dava certo… recentemente recebi denúncia de um cliente meu que encontrou o mesmo material que ele adquiriu comigo, disponibilizado gratuitamente em outro site. Como o material foi feito por mim, certamente é minha propriedade.
    Entre no site recomendado em seu artigo para ver qual era a hospedagem e aparece “University of Florida” como responsável. Busquei bastante no google e não encontrei serviço de hospedagem com esse nome. O que poderia fazer para tomar as providências de retirada do material?

    Responder

Deixe um comentário

Ao comentar você concorda com nossa Política de Comentários.